♥ ~

No último dia 22 de maio comemoramos o dia do abraço e esse seria um dia perfeito para escrever sobre esse gesto de carinho, já que eu tenho tido vontade de fazer isso há muito tempo e por alguma razão desconhecida não o fiz. Infelizmente no dia exato eu também não consegui escrever essa publicação por conta da correria da vida. Mas sabe uma coisa que não me faltou e não me falta todos os dias?

Isso mesmo! Abraço.

Eu adoro abraço, sabia? Me sinto tão bem quando encontro alguém querido, abro os braços e vou ao encontro dele. Acredito que o abraço é uma das mais transparentes declarações de amor. Ele diz mais que qualquer outra palavra - e diz em silêncio. Ele diz quando você está triste, quando está chateado, quando está feliz e empolgado... Não te deixa mentir. E pode confortar alguém, às vezes até salvar o dia de alguém. 

Eu poderia morar num abraço porque um abraço verdadeiro faz tão bem. É um ato de gentileza, um remédio gratuito para melhorar o humor de alguém, o estresse do dia, a falta e a solidão. Pode ser Um abraço de mãe, de pai, de um amigo, um irmão. Esses são os abraços perfeitos para morar. Mas também tem o abraço do amigo, do namorado, da namorada. Até mesmo o abraço de um desconhecido. Talvez tudo o que ele precisa agora é de um abraço. Que tal presentear alguém?

Abraçar não custa nada, é de graça. 

E você ainda pode se sentir bem o resto do dia, pode fazer o outro se sentir bem também. Eu digo sem dúvidas que o abraço é sim o lugar perfeito para a gente viver.

Desejo a você nesta manhã muitos abraços, e que seja assim o dia inteiro. Um dia para sorrir, para ser gentil e receber gentileza, para emanar energias positivas, para fazer o bem. Para se amar e ser amado também. 

Que seja um dia para você abraçar quem você é e abraçar a ideia de tentar ser alguém melhor todos os dias.

Bjux,


Curiosidade:

|"Um hormônio especial, chamado oxicitocina, mais conhecido como hormônio do amor também é amplamente liberado durante o abraço, proporcionando uma sensação de prazer e bem estar físico e emocional, assim como uma forte sensação de segurança."|

LEIA MAIS


Olá, pípol!

Mais uma semana só começando e eu só desejo que seja doce, de novidades, de muita gratidão e novidades também.

E por falar em novidades, sei que muita gente já sabe, mas vale a pena reforçar. Gustavo Ávila e seu livro "O sorriso da Hiena" agora fazem parte da Verus Editora, do Grupo Editorial Record. Sucesso absoluto desde seu lançamento de forma independente, o livro esgotou em pouquíssimo tempo, na época, deixando muitos leitores só na vontade de ler. No entanto, se você é um desses leitores já deve saber que seus problemas acabaram.

Eu li o livro em novembro do ano passado e ele superou minhas expectativas. Sempre lia coisas especiais e via a reação dos leitores assustados e impressionados com o enredo, por isso acreditei que seria uma boa leitura. Até começar a ler e perceber que foi melhor do que eu imaginava. Escrevi uma resenha na época e disse: 
"Quando li a sinopse desse livro pela primeira vez fiquei muito empolgado e curioso para saber mais sobre a história e posso dizer que não me arrependi em momento algum. Na verdade, devo dizer que me surpreendi com a trama e com a escrita maravilhosa do autor, que aborda problemáticas que vão desde a questão psicológicos até a questão ética dos personagens. Uma produção independente para ninguém colocar defeito, que nos apresenta um enredo original e violentamente real."

E se na época em que li o livro a produção ainda era independente agora estou ansioso para ter em mãos essa nova edição que conta com algumas diferenças na arte da capa do livro. Por exemplo, o nome do autor mais destacado, o depoimento do Raphael Montes, no texto da orelha um texto escrito por Marcelino Freire (lembrando que na edição independente não há orelha); o título do livro que era vermelho desde a sombra da criança sentada e que mudou para a cor preta, e no fundo do livro a sombra de uma flor (que tem uma ligação com a história, claro). Ficou mais linda do que já era!


Mas sabe a melhor parte disso tudo?

Depois de tanto tempo esperando pelo livro, enfim a espera acabou. O SORRISO DA HIENA JÁ ESTÁ EM PRÉ VENDA. 

Corram e comprem já o de vocês porque eu vou garantir o meu


A data de lançamento está prevista para o dia 31 de maio e a Rede globo de televisão comprou os direitos de O sorriso da Hiena também. 

Bjão,




Olá! 

Dizem que King é o mestre do terror, eu concordo. Mas concordo também que o autor é competente no que se refere a fazer o leitor questionar atitudes e escolhas, bem como sabe como escrever, além do sobrenatural, um terror psicológico como ninguém. Há sempre uma realidade muito crua  e "perturbadora" nos seus textos. Talvez a faceta de tocar a ferida do leitor  na questão ética e do caráter humano seja o monstro mais assustador criado por King e aqui está uma grande metáfora dele: CUJO.

Cujo é um são-bernardo que vive numa zona afastada da cidade, com Joe e sua família. Joe é um mecânico conhecido pelo bom trabalho que faz, mas não é muito gentil com seus familiares e vive uma vida cinzenta ao lado da esposa e do filho. É ele que concerta o carro de Vic, um homem trabalhador, que acaba de fundar uma empresa de publicidade na cidade de Castle Rock onde vive com a esposa, Donna, e o filho, Ted. O casal Vic e Donna Treton representa o modelo de família feliz, livre das desavenças e cheios de amor.  Até que as coisas começam a desandar quando a mulher se envolve numa relação com Steve Kemp, um homem extremamente grosseiro e maldoso. A vida desses personagens vão se cruzar em algum momento e entre fantasmas do passado (que pode ser um famoso assassino chamado Frank Dodd, o qual Ted Trenton morre de medo) e sentimentos de culpa e angústia Donna terá que enfrentar um dos maiores pesadelos de sua vida ao lado do filho porque o manso são-bernardo adquiriu uma raiva maligna e não vai deixar escapar fácil quem estiver ao seu redor. 
O morcego se encolheu e mordeu Cujo, rasgando a pele sensível do focinho em um corte longo e curvo, no formato de um ponto de interrogação. Um instante depois, moribundo, o morcego saiu voando aos trancos e barrancos para o fundo da caverna  calcária. O estrago, porém, já estava feito: a mordida de um animal raivoso é mais grave perto da cabeça. porque a raiva é uma doença que afeta o sistema nervoso central (...) E Cujo jamais fora vacinado contra a raiva. 
Cujo foi escrito em 1981, é um dos grandes sucesso de Stephen King e conta também com  uma adaptação para o cinema. O livro foi relançado no Brasil pela Editora Suma de Letras numa edição especial de capa dura, e uma entrevista com o autor no final. A narrativa conta com histórias secundárias, que inicialmente podem parecer não fazer tanto sentido, mas que no decorrer da leitura você percebe o quanto foram importantes. Num dado momento essas histórias se cruzam e o leitor percebe que detalhes mínimos fizeram a diferença e não estão ali de enfeite. Nós temos a história de duas famílias: uma que parece partida e a outra inteira. E temos também uma relação extraconjugal, as insatisfações, o egoísmo. Além do monstro do armário. E todas elas muito bem apresentadas no texto. Todas as situações fadadas a virar uma bola de neve e todas elas de alguma forma falam sobre a liberdade de suas escolhas e as consequências delas.

Por exemplo, uma relação extraconjugal só existe se a escolha for de ambas as partes na maioria das vezes. Donna estava ciente do que aquela escolha poderia causar na sua vida e na vida da família, mas mesmo assim seguiu em frente. Quando decidiu fazer diferente o problema monstruoso já estava causando estragos. Quando o marido descobre e sai de casa, a mulher tem problema com o carro e isso é mais um problema que a leva à casa do mecânico onde está Cujo, o grande "fantasma" materializado no cão são-bernardo, que pode ser a representação do monstro do armário, tão temido por Tad.

A linguagem muitas vezes escrachada de King e o sarcasmo que existe nas suas narrativas também está presente aqui, se misturando com a tensão da trama que não acontece de imediato. O inicio da narrativa é bem parada e pode até ser desinteressante para algumas pessoas. Mas acreditem, ela melhora consideravelmente. Os detalhes em excesso colocados no decorrer da narrativa nos aproximam muito da história e funcionam como pontes que nos leva a fazer um passeio pelas histórias, até que possamos estar mais envolvidos do que possamos imaginar.

Se você espera um livro assustador, com criaturas e seus poderes sobrenaturais, saiba que esse não é Cujo. Aqui o terror é psicológico, faz uma crítica às escolhas, ao egoísmo humano, e aos problemas que podem se transformar em monstros aterrorizantes. 

|A adaptação de Cujo para o cinema foi lançada em 1984 e foi dirigida por Lewis Teague. Sobre o filme eu poderia dizer que é um resumo bem feito do livro, que comumente nos apresenta mais informações sobre a história. Eu assisti e fiquei satisfeito. Levando em conta o ano em que foi lançado e a tecnologia da época, achei um filme bem feito.

Bjão,







Bom dia!
Tem muita gente lendo aí?

A publicação de hoje é especial, escolhi falar da nova editora parceira do blog, a Darkside. Aliás, mais precisamente a DARK LOVE. Sim, gente. Apesar de serem de uma mesma editora é importante frisar que os estilos de livros publicados são diferentes. A Dark também é love! Enquanto a Darkside publica livros cheios de histórias sombrias e aterrorizantes, a Dark Love tem uma coleção de livros com histórias cheias de amor e vida. E o que ambas tem em comum? A qualidade das edições impecáveis que não muda de coleção para coleção. Sou fã! 

Como amo fotografia e sempre estou fazendo fotos para postar no INSTAGRAM |CLIQUE| decidi fotografar meus livros da coleção DARK LOVE para mostrar a vocês - os que já conhecem, principalmente aos que não conhecem. #FICAADICA No final do post vocês terão uma novidade. 

A GUERRA QUE SALVOU A MINHA VIDA

Começando pela mais recente publicação da editora, o livro ainda está conquistando muita gente e a personagem principal, a Ada, é uma verdadeira heroína. Tem RESENHA aqui no Blog. 




ONDE CANTAM OS PÁSSAROS

Onde cantam os pássaros, de Evie Wyld, foi lançado originalmente em 2013, mas publicado aqui no Brasil pela editora, em 2015. A arte da capa é como sempre um espetáculo e a lateral, com as folhas pretas à mostra, deixa a coisa ainda mais linda.




A NOIVA FANTASMA

Também publicado originalmente em 2013 e no Brasil em 2015, "A Noiva Fantasma", de Yangsze Choo, além de ter esse desenho de capa lindo traz curiosidades sociais e culturais da China, e você ainda pode arrancar uma folha extra e fazer seu próprio Origami.




 ☆ A MENINA SUBMERSA

Esse foi um livro que li no primeiro mês do ano de 2015, mas foi lançado no ano anterior aqui no Brasil. "A Menina Submersa" tem duas versões: uma com o rosto de um mulher e a outra de capa dura, no formato de um diário e com folhas rosas na lateral. O efeito nas fotos fica MA-RA-VI-LHO- SO, parece que o livro está iluminado. A leitura é densa, mas a história é forte e cheia de referências a Alice no país das maravilhas. Tem também uma pegada bem psicológica. Eu adorei! E escrevi RESENHA também.




NOVIDADE

Agora que já mostrei o "ensaio" fotográfico dessas lindezas chegou a hora de dar um recado: TODOS ESSES LIVROS estão com DESCONTO no site da AMAZON, até o dia 12 deste mês. Portanto, se vocês ainda não têm algum desses livros acesse o site ⇾ https://www.amazon.com.br/darkside e aproveitem! TODOS OS TÍTULOS DA DARKSIDE ESTÃO COM DESCONTOS ESPECIAIS.

Bjux,


Olá!

Quem aí está ansioso para a estréia de TUDO E TODAS AS COISAS? Eu estou com uma expectativa insana. Portanto, no intuito de amenizar minha ansiedade decidi escrever alguns quotes do livro e postar algumas imagens (lindas, só amor) do filme para que vocês possam ficar aflitos e cheios de ansiedade como eu. #DiMalvado


Tudo e Todas as coisas foi escrito pela autora Nicola Yoon, uma autora Jamaicana, que pelo que já podemos perceber faz questão de criar personagens negros e de alguma forma abordar questões raciais nas suas histórias. Mil pontos para ela! Maddy foi uma surpresa para mim quando li o livro. Uma surpresa maravilhosa. E quem irá interpretar a garota que "nasceu" com IDCG (Imunodeficiência combinada grave, mais conhecida com a doença da bolha) é Amandla Stenberg, que faz par romântico com Nick Robinson, que interpreta Olly no filme. 

O filme estréia no Brasil dia 15 de junho de 2017. 


Reuni alguns quotes fofos para que vocês possam se deliciar, relembrar ou morrer de vontade de ler o livro antes de ver o filme. 


"Você já tem muitas coisas para temer. O amor não vai te a matar."



"Vejo os retângulos de luz do sol que deslizam pelas persianas e abrem caminho pelo quarto ao longo do dia. Dá para marcar o tempo só por meio deles. Quanto mais eu tento deixar o mundo do lado de fora, ele parece cada vez mais determinado a entrar."



"De acordo com a teoria do Big Bang, o universo surgiu em um único instante - um cataclismo cósmico, que deu origem aos buracos negros, às anãs marrons, à matéria escura, À energia e à energia escura. Ele deu origem às galáxias, às estrelas, às luas, aos sóis, aos planetas e aos oceanos. É um conceito difícil de ser compreendido - a ideia de que houve um tempo anterior à nossa existência. Um tempo antes do tempo. No início, não havia nada. E então, de repente, havia tudo."



"Eu já li muitos, muitos livros que falavam sobre pessoas que sofriam por amor. Nenhum deles descreviam essa dor como sendo algo que pudesse ser sentido com pouca intensidade. Eles a citavam como sendo uma coisa que despedaçava sua alma e destruía o seu mundo. Não como algo que poderia ser sentido de forma branda."



"Você já tem muitas coisas pata temer. O amor não vai te matar."



"Todos os dias você levanta e aprende uma coisa nova. Todo dia você descobre alguma coisa para deixá-la feliz. Todo dia, sem exceção, você tem um sorriso para mim."



"Eu era feliz antes de conhecê-lo. Mas agora estou viva. São coisas diferentes."



"A matemática do Olly diz que a gente não pode prever o futuro. Acabei descobrindo que também não podemos predizer o passado. O tempo passa em ambas as direções - para frente e para trás - e o que acontece aqui e agora muda o que passou e o que ainda virá."



"Tudo é um risco. Não fazer nada é um risco. A escolha é sua."


♥♥♥

Gostaram? Estou desejando forte que o mês de junho chegue o mais rápido. I L♡VE Olly & Meddy. 


XOXO,