Pra falar de saudade.
♥.♥.
Ontem andei pelas ruas da cidade como nunca mais. Ventava forte, num dia qualquer, a liberdade roubava os meus pensamentos aflitos fazendo com que me sentisse leve .  Passei por lugares que nunca imaginei andar e encarei novidades que nunca pensei ter coragem. Sabe,  estou conseguindo me enxergar sozinho, consigo me ver melhor e abraçar uma paz que já não sentia me tocar por um bom tempo. Passei por caminhos especiais, marcantes, onde vivi momentos inesquecíveis e, sem dúvida, os melhores momentos de uma vida apaixonada. E foi então que senti um sussurro me falando de saudade.
Eu devo confessar que muitas coisas sobre a sua imagem não permanecem nítidas ultimamente, mas se é pra falar de saudade, eu vou falar – sempre – da saudade que sinto de você. Vou falar que o que mais sinto falta, quando fecho os olhos antes de dormir, é de um abraço. Não qualquer um, mas o seu. Aquele abraço acompanhado de um sorriso doce - o mais lindo sorriso que já vi. E direi que sinto fata também de olhar para o lado da cama e te ver, de maneira tão rápida, adormecer na madrugada.
Sinto falta dos dias em que você amanhecia dengoso e parecia indefeso, procurando meu abraço, me olhando com os olhos brilhantes, falando de amor no silêncio. Hoje, ao abrir os olhos, tudo o que vejo sobre você é a minha moldura na parede, aquele presente de aniversário que eu nunca vou esquecer.
Lembro de nossas brigas - e até delas eu sinto falta. Brigar com você era bom! A gente nunca se sente incomodado depois de discutir e fazer birra com quem amamos porque quando tudo passa, basta uma ligação e uma voz apaixonada trata de colocar tudo no lugar certo. Então, mais uma vez, seu sorriso de menino danado tomava a cena e transformava nosso mundo no melhor lugar sempre que eu descia do ônibus ou avistava você de longe, antes de te encontrar.
Quanta falta você me faz! Sinto falta do amigo que eu tinha, da mão que me guiava antes de atravessar a rua – eu sempre com aquele medo estampado na minha cara assustada. E depois de tudo sempre havia aquela gargalhada exagerada – puro alívio! – por termos alcançado o outro lado da rua com sucesso. Ver você sorrir por minha causa era como abraçar o paraíso.
Eu era feliz com você e a minha felicidade agora é sozinha. Mas se for pra falar de falta, de vazio, de saudade e vontades eu sempre vou falar de você, repito; unicamente de você. E eu quero que você saiba que quando os dias estão cinzas demais e parece que não vou suportar, para me confortar, me apego a tudo o que aprendi com você e uma das coisas que aprendi é que sozinho eu também posso ser feliz. E que assim seja.

Que esse vento leve as minhas palavras até você.
Saudades!


'Ah, saudade... Você sempre chega quando eu já te esqueci.'

 Diego França*

©2015

4 comentários:

  1. AFFFFFF, PARA TUDO. QUE TEXTO MARAVILHOSO. Sério, eu to assim boba com a sua escrita, de verdade, de coração. Ficou leve, ao mesmo tempo que profundo, cheio de sentimento, mas com uma pegada de desapego se formando. Eu simplesmente amei! Obrigada por compartilhar seu dom com a gente.

    Realmente saudade é tema de choro, dá pra dissertar horas sobre o assunto, mas o aperto no peito é o mesmo em todos os corações. E assim como você escreveu, temos a tendência de lembrar só das partes positivas das pessoas e as vezes nos esquecemos porque nos afastamos.

    PS: Briga de casal que depois termina com voz dengosa e carinho: TUDODEBOM!

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ágata,
      que comentário indo! Eu me sinto muito feliz em saber que minha escrita causa - ou causou - algo tão bom nas pessoas, em você. E esse feedback é como um incentivo para que eu continue seguindo meu sonho de levar minhas palavras ao púbico (um dia ainda publicarei um, dois, três... livros, rs.). Obrigado mesmo pelo carinho de sempre e pelas visitas, sua linda!
      Ah, saudade! Segredo: me arrepiei e controlei lágrimas de segundo em segundo enquanto escrevia.

      Bjão!

      Excluir
  2. Que texto maravilhoso! Gostei da forma que usa as palavras e coloca sentimento em cada frase. Muito forte esse tema, fico triste quando penso em tudo que queria para mim agora, o quanto faz falta, o quanto a saudade aperta, mas as vezes é preciso levantar a cabeça e virar a página, e é o que estou tentando fazer ultimamente.

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  3. Bonito e tocante, com uma forte carga de sincera empatia. No início, fiquei um pouco desorientado, mas percebi que é um pouco da própria sensação do narrador, desorientado pela perda de um amor.
    E as pessoas que perdem um amor, aquelas que se separam mas continuam a pensar na pessoa amada, vão entender muito bem a força e a tristeza desse texto.

    Abraço!
    Nerito

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"