Oi gente!

Estou de volta e apresento a vocês mais um texto autoral. Espero que gostem.


***
É a primeira vez que você me olha, fixa seus olhos nos meus e demora um pouco mais. Sempre te vejo da janela de casa e, às vezes, passando por mim na rua, mas sem me notar. Você não imagina por quanto tempo esperei até que você me olhasse um pouco mais, como realmente sou. Sempre desejei que você me enxergasse além dessa imagem simples que você percebe agora.
Não quero demorar, nem posso. Sinto que se fizer isso nunca vou conseguir te dizer o que quero, já que dias e dias se passaram até eu ter um surto dramático, desesperado, e adquirir coragem suficiente para vir até você. Não se assuste! Você parece tímido, mas sei que não é. Às vezes, penso que é tão pessoal essa coisa de você nem sequer se sentir tocado, incomodado pelo fato de uma louca ter vindo até você sem maquiagem, sem uma roupa decotada e sensual.
A maioria delas faz isso, não é? Inclusive a garota da casa ao lado da sua. Ela sempre para na praça em frente a sua casa e eu a vejo. Está sempre com um vestido curto e uma beleza que chama atenção de qualquer um. E sim, ela é realmente linda. Sempre que passamos perto uma da outra eu consigo sentir o perfume doce e sensual, até vejo um olhar seguro e decidido. Um olhar que eu gostaria de ter, um jeito que por dias e dias tentei imitar, apenas para que você pudesse olhar para mim também. Mas não adianta. Parece que é mais que isso, não é?
Não sei se você percebe também, mas ela te provoca! Que tonta eu sou, é claro que você não percebe! Seus olhos parecem blindados ou você simplesmente não se importa com isso porque existe algo mais interessante no corpo, na cor das pupilas, no perfume e no decote da roupa dela, é claro. Eu sinto uma mistura de amor e ódio por você nessa hora. Será que não percebe que é usado para alimentar a vaidade excessiva que existe dentro dela? Todos aqui nessa rua já perceberam. Todos comentam! E é difícil para mim, olhar para a janela de sua casa e ver que você suspira, enquanto seus olhos brilham por ela, que alimenta um ego injusto, capaz de machucar um cara como você.
Não. Eu não estou falando de seu corpo malhado, suas mãos bem feitas porque existem imperfeições em você que não faz de você o cara com a imagem mais linda desse mundo. Mas há alguma coisa que faz de você alguém especial e diferente de todos os outros, mesmo quando cria uma imagem rude para impressionar a garota da casa ao lado. Talvez seja a maneira de ajudar as pessoas na rua, ou como entende uma criança e um rapaz sendo discriminado. Ou talvez seja apenas seu jeito de cantar as músicas que houve. Não sei o que é. Só sei que há algo em você capaz de te diferenciar de todo o resto que conheço.
Definitivamente sinto vontade de bater em você! Sim, estou nervosa, louca, desesperada. Mas isso é amor reprimido. E minhas palavras é a única arma que pretendo usar para atingir você. Espero que você entenda de uma vez por todas.
Estou aqui em frente a você agora porque quero que você saiba que existe uma garota numa dessas casas esperando uma oportunidade de abraçar você, passar as mãos pelos seus cabelos e dar a você o que merece. Acho que todos merecem respeito, não é? Além disso, humildade também não faz mal a ninguém.
Não costumo ser perfeita nem uso o batom mais bonito, ou a roupa mais chamativa. Definitivamente não sou sexy, eu sei. Não quis vir aqui toda arrumada, com uma maquiagem bem feita como minhas amigas me ensinaram porque eu estou vivendo a vergonha, a atitude patética de gritar essas palavras a você e tentar mudar essa situação de uma vez por todas. E quero fazer isso da maneira mais transparente possível.
 Por favor, me olhe! Me veja! E se ainda assim essa garota sem graça não te tocar, não perca a oportunidade de encontrar outras belezas em olhares de quem tem amor pra te dar.
Enfim, é isso.
Estou indo embora, obrigado por me escutar. Me desculpe pelos gritos e pela invasão. Mas eu precisava desabafar ao invés de deixar que isso exploda dentro de mim. Só te peço que quando eu for embora, por favor, tente não fechar as portas outra vez.


2015 © Diego França
Encontro você logo, logo.
Bjux do Diih.

14 comentários:

  1. Oiiii!
    Tudo bem ?
    Olha... amei o conto. A moça é um pouco stalker, né? Mas representou bem o que é amar alguém e ficar com o pensamento direcionado a esse alguem todo o tempo.
    Parabéns, ficou lindo!!
    Abraço
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Só por você ser baiano já curti. Depois de ler o conto, curti mais ainda. O final é bem comovente e real.
    Muito bom.

    devoradores2livros.blogspot.com.br

    Um xero.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Diego! Adorei o conto, e confesso que não esperava nada menos de um estudante de letras hehehe Continua escrevendo!

    Beijão, Guta!
    www.opinada.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Diego! Tudo bem? Nossa, amei o texto! Sei muito bem como é isso de amar uma pessoa e ela nem ao menos perceber que existo. Me identifiquei muito com a personagem e invejei essa coragem dela de ir atrás de quem gosta e desabafar, dizendo tudo o que sente. Parabéns pelo conto! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Diego, finalmente dei a luz da graça aqui no seu blog muhaha.
    Sua escrita, velho maravilhosa!!! Amei muuitoo. Como disse o Markus ela parece ser uma Stalker, do tipo que eu sou também hehe. Só não sei se teria toda a coragem de ir atras de uma menina e dizer coisas parecidas com essa, eu me identifico em partes com a personagem.

    NÃO PARE DE ESCREVER CONTOS ASSIM!

    BJS DE LUZ!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Di e seus textos arrebatadores, cheios de sentimentos.
    Escreva mais e mais e mais! Escreva sempre. E mostre ao mundo, menino!
    Mas queria uma reviravolta, um final feliz... (tô sentimental hoje!).
    Bjs *.*
    MaH

    O que disse, Alice? - www.oquedissealice.com.br

    ResponderExcluir
  7. Di e seus textos arrebatadores, cheios de sentimentos.
    Escreva mais e mais e mais! Escreva sempre. E mostre ao mundo, menino!
    Mas queria uma reviravolta, um final feliz... (tô sentimental hoje!).
    Bjs *.*
    MaH

    O que disse, Alice? - www.oquedissealice.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oieeee
    Adorei o texto *0* moça meio louca, mas muito bom. Gostei da descrição dos sentimentos e toda construção.
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oiee!!
    Pude sentir a sensibilidade em cada palavra do conto e acho que nós mulheres nos identificamos, nem que seja um pouquinho, com essa questão vivida pela personagem. Senti a angústia sufocante dela, implorando, pedindo, gritando para ser vista.
    Acho que a solução para isso é o amadurecimento, que surge depois das experiências vividas, e o amor próprio.
    O que não falta são pessoas nesse mundo e não é possível, alguma delas deve ser seu par perfeito... só basta encontrar^^
    Adorei!! Parabéns!!
    Um abraço,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Diiii, aaaarraaaasou!!!!

    Super concordo com a Bah! Eu era muito assim, implorava por atenção, sempre fiquei "escondida" atrás das minhas amigas, as achava mais bonitas do que eu! Na época eu era gordinha, sabe, então não usava nada curto, não gostava de chamar atenção. Eu era muito introspectiva, e, como a Bah falou, é tudo uma questão de amor próprio!
    Quando eu comecei a me amar de verdade eu comecei a ir atrás do que eu queria, comecei a dar minha cara a tapa, parei de me esconder, parei de achar que as outras eram melhores do que eu! Eu ia lá e dava a cara pra bater! O negócio é mostrar que a gente existe também!

    Lindo, lindo, lindo texto!!!

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Adorei o texto, existe tanto nas entrelinhas, essa questão da amizade e tudo, a questão de termos tanto amor para dar, a questão de se expor por algo que realmente se acredita que vale a pena. Enfim, adorei o texto.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Que bacana, gostei muito do texto , quando for escritor avisa pra comprar seu livro ok!
    Beijos e muitos sucessos!
    http://onlypoison1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Que sensibilidade para detalhes, sentimentos ♥
    Você é um ótimo escritor. E para quem sabe ver além do que está exposto, vai enxergar muito nesse texto. Mais do que aparenta ser!

    Até mais,
    ser-escritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"