Aquela poderia ser uma noite como outra qualquer, mas eles tocaram estrelas e fizeram juras de amor. Por um bom tempo - um tempo desconhecido e incerto -  o amor sustentou tudo.

Eles deram-se as mãos. Ele a olhou, deu-lhe um abraço terno e fechou os seus olhos. Feliz, caminhando entre o medo e o prazer intenso, ela se deixou guiar por ele outra vez. Era uma noite de céu estrelado - embora a chuva tenha marcado presença também - , ar puro, pensamento leve e paz. A imagem dos amantes que ela olhava e desejava todos os dias ao acordar num quadro preso numa das paredes do seu quarto. Ele parecia um príncipe em seu cavalo branco e sorria lhe ofertando o paraíso. A fotografia em que se formava aquela cena mostra a reconstrução de um coração que voltou a respirar, a ter fé, acreditar nos sonhos e em histórias com seu momento feliz.

Na beira da piscina o conto de amor continuava e tudo tinha o seu lugar. As águas estavam mais transparentes, limpas, e as flores ao redor mais vivas; O céu estava mais claro, as estrelas brilhavam num brilho que ofuscava os nossos olhos. Uma dança fez parte do momento. A música que tocava a trilha sonora dos amantes deixava que seus corpos se movimentassem numa sintonia perfeita. O vinho doce foi deixado de lado e o abraço congelou para que mais nada pudesse existir.

O tempo, agora não mais injusto, passou mostrando o dia que estava por vir a pouco. Sentados à beira da piscina, de mãos dadas, ligados por um fio que eles desconheciam e que não deixou que seguissem caminhos contrários, perceberam que, apesar das diferenças, brigas, caminhos difíceis o lugar certo para eles estarem seria um ao lado do outro.

Ele: - Por que demorei tanto a perceber que você é a pessoa que me completa?
Ela (com os olhos cheios de lágrimas): - Talvez o nosso momento seja esse, agora. E eu confesso que está sendo o meu melhor lugar.
Ele: - Tive medo de te perder e quase perdi. Por que você me ama e está comigo depois de tudo? Será que mereço...?
Ela: - Eu te amo porque eu acredito em nós...
[Um beijo...]

E assim estrelas caíram do céu em festejo. *
 © Diego França 2012 *

0 comentários:

Postar um comentário

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"