Oi, leitor apaixonado!

O texto de hoje é para você. Sim, para você apaixonado pela vida, que assim como eu acredita que não há um tempo único ou um tempo certo para o amor; que acredita que nunca é tarde para recomeçar. 

NOSSAS NOITES conta a história de dois personagem septuagenários, que mesmo depois de tanto tempo não perderam a coragem e a disposição para se permitir viver e amar.

Numa pequena cidade do Colorado vivem Addie Moore e Louis Eaters, ambos vizinhos, que já se conhecem há décadas. Ambos são viúvos e acompanharam de alguma forma a trajetória um do outro. Certo dia, Addie faz uma visita a Louis. É uma visita inesperada porque apesar de morarem próximos por muito tempo, ambos não são amigos íntimos. A visita impressiona o senhor Louis, que foi esposo de Diane anos atrás. Addie, que também é viúva, está cansada de passar as noites sozinhas, na solidão da própria casa, e propõe a Louis que ele vá dormir com ela todas as noites para que tenha com quem conversar antes de dormir. O homem fica surpreso, mas mesmo assim aceita, afinal de contas ele também é solitário. A partir de então, quando anoitece o viúvo e ex professor segue a caminhada noturna até a casa da viúva e quando chega lá ambos deitam na cama e conversam até pegarem no sono. E assim seguem os próximos dias. Eles se acompanham e uma linda amizade vai crescendo, a vida dos dois que era tão solitária e vazia passa a ter mais cor e de forma natural eles compartilham histórias, experiências, medos e frustrações. Mas não demora muito tempo e a cidade inteira comenta a aproximação dos viúvos, que se tornam ainda mais próximos quando o neto de Addie vem passar os dias na sua casa e também se apega ao viúvo. Mas é nesse momento que os dois percebem que manter esse relacionamento pode não ser tão fácil como imaginavam que seria.

Você está diante de uma história especial e posso dizer incomum. Porque o olhar de boa parte da sociedade é ainda fechado para isso; porque boa parte das pessoas ainda são preconceituosas e muitas delas são cruéis na maneira como olha para pessoas de idade. E é justamente por isso que Nossas Noites é uma história belíssima, que nos apresenta a pureza do amor e uma relação que parecia "improvável", mas que se mostra verdadeira e admirável.
"Eles ficaram deitados lado a lado, ouvindo a chuva.
Então a vida não correu lá muito bem para nenhum de nós dois, não como esperávamos, disse ele.
Só que ela parece boa agora, neste momento.
Melhor do que acredito que mereço, ele disse.
Ah, você merece ser feliz. Não acha?
Acho que é o que está parecendo nesses últimos dois meses. Por qualquer que seja a razão."
Ao longo das 159 páginas você estará diante de uma narrativa cheia de detalhes significativos e que inicialmente pode não parecer, mas fazem a diferença na historia. Desde a descrição dos objetos que o personagem Louis carrega consigo, até mesmo por onde ele entra na casa de Addie. São pequenos detalhes, mas que permitem ao leitor mergulhar na história, fazer um retrato dela, e entender a beleza das coisas simples. O livro é curto, com capítulos numerados e a leitura flui facilmente. E é esteticamente peculiar a forma como o autor escreve seus diálogos - quando você ler saberá sobre o que estou dizendo.

É tarde para o amor? É tarde para recomeçar? Existe um momento, um tempo e um lugar para um novo sentimento acontecer? Como você enxerga a vida de um senhor e uma senhora de idade? Será que seu olhar não é equivocado e preconceituoso? Até que ponto você deixa que o olhar e a opinião do outro influenciar a sua vida e das pessoas ao seu redor?

Para essas perguntas talvez você encontre as respostas na narrativa assim como eu encontrei.

Nossas noites tem uma narrativa direta, mas muito singela. Diz o que tem que ser dito sem muito enfeite, mas de forma doce e poética. É um retrato lindo do amor, de que ele está em todo lugar. para qualquer pessoa, em todo e qualquer momento da vida. 

|Indico muito essa leitura, que inclusive gostei tanto e me senti tao acarinhado, que li mais uma vez antes de escrever a resenha.|

Bjux,




6 comentários:

  1. Oi, Diego. Tudo bem?
    Nossa, eu ainda não conhecia esse livro, mas, após ler sua resenha fiquei super envolvida pela história e agora quero ler a qualquer custo. Adoro livros que falam desse sentimento tão lindo que é o amor, e ao saber que nessa obra ele prova que o amor existe em qualquer lugar e para todas as pessoas fiquei totalmente cativada e agora necessito desse livro!
    Amei sua resenha :)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Di!
    Estava realmente amando esse livro, a temática, sua resenha, sua empolgação com a história e tudo mais... mas fiquei bem triste ao saber que, apesar de ser um livro curto, por que não tem capítulos? Ahhhhh Braseeeeeel, não consigo. Preciso de mais terapia para conseguir ler livros sem capítulos.
    Anotado está o livro, sua dica e seus elogios também, mas confesso que isso me deixou muito desgostosa da leitura, mas obrigada pelo aviso! :)
    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice?

    ResponderExcluir
  3. Eu já li algumas resenhas deste livro e confesso que achei bem interessante pela premissa e capa! Gostei muito da sua resenha, parabéns!

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, meu rei

    Eu já sei o quanto você amou essa leitura e acho a proposta da história maravilhosa. Só que não é algo que eu leria, sabe? Então fiquei feliz quando vi que a Netflix vai adaptar o livro (pelo menos foi isso que eu li). Então se for verdade com certeza darei uma olhada.

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Diego!
    Que livro lindo, é inspirador. Para uma romântica incorrigível como meu, vai ser uma leitura muito gostosa. É chato que algumas pessoas não apreciam uma história parecida com a desse casal, eu acho lindo demais!
    Sua resenha ficou linda, bem detalhada e com certeza expressa muito bem o carinho para com o livro.
    A capa não me chamou muito a atenção, mas com certeza o enredo sim ❤
    Beijão Diego ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  6. Oie Dih, tudo bem?
    Nossa, que resenha mais linda! Eu fiquei super curiosa a respeito do livro, porque realmente é algo bem novo pra mim, e parece ser uma história linda de acompanhar, mesmo em tão poucas páginas!
    Já vou procurar saber mais a respeito, estou a procura de livros que me emocionem e me façam me sentir bem!
    Adorei suas fotos, como sempre!

    Com Carinho,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"