Olá,♡
para você que assim como eu só percebeu agora, que a palavra ROMA ao contrário é AMOR. 

Passada a minha vergonha, vou contar um pouquinho sobre o livro da autora Paula Ottoni, que escreveu "As Letras do Amor", livro publicado pela Editora novo Conceito há poucos meses. A história se passa inicialmente em Belo Horizonte, mas boa parte dela tem palco em Roma, cidade maravilhosamente romântica, e palco do triângulo amoroso do livro.

Roma/ ro.ma/ 1. Uma das cidades mais românticas do mundo. 2. Palavra cuja inversão de letras é amor. 3. Onde ambos os significados se misturam numa louca experiência intensa.

Bianca mora em Belo Horizonte, namora Miguel e acabou de largar um curso na faculdade porque não estava se identificando com o que escolheu estudar. Seus pais andam em crise no casamento e tudo indica que vão se separar por causa das brigas constantes, que assim como o barulho que os irmãos mais novos fazem tem uma forte tendência a enlouquecer sua mente. Num dia em que a bagunça está grande em casa Bianca recebe uma ligação de Miguel, que apresenta a ela a chance de escapar de tudo isso: ele a convida para passar uma temporada em Roma, enquanto ele toma conta dos negócios do pai por seis meses. Bianca não pensa muito e logo aceita o convite mesmo que talvez seus pais não se sintam tão contentes assim. A ideia é chegar na cidade de Roma, arrumar um emprego, fazer um bom curso de italiano e ajudar o namorado na empresa do pai dele. Isso tudo parecia perfeito até a garota chegar lá e se deparar com uma incerteza gritante: será que ela quer mesmo ficar com Miguel? O rapaz está ausente na maior parte do tempo, quando chega em casa exige demais, dorme e sai de casa bem cedo, deixando a namorada com seu melhor amigo, o inteligente Enzo (o dono da casa onde eles estão hospedados, que mora lá há alguns anos). O contato constante de Bianca com o rapaz, a falta do namorado e a atração que a garota passa a sentir pelo amigo do namorado faz com que ela comece a questionar seus sentimentos mais do que nunca. Envolvida numa situação difícil e conflituante, Bianca se sente dividida, confusa e perdida por não saber o que irá acontecer nos próximos seis meses. As situações pelas quais a garota vai passar dará a ela a chance de aprender mais sobre quem ela é e o que ela quer para o futuro.

As Letras do Amor é um romance que abusa do clichê (e não digo isso como um defeito porque adoro clichês) e apresenta uma história de amor estilo sessão da tarde, com uma garota vivendo sua adolescência, indecisa sobre o que quer na vida e com uma família de alguma forma problemática. Além disso, ela se envolve num triângulo amoroso e talvez nem seja difícil descobrir com quem a garota vai ficar no final da história. 

"Ela foi mais longe para descobrir o amor tão perto" é uma frase que por si só já diz muito sobre o andamento da história, que não apresenta nenhum tipo de reviravolta complexa. Com uma escrita extremamente agradável, a autora nos pega pelas mãos e nos entrega à protagonista Bianca com quem vamos fazer um passeio prazeroso por Roma, e esses são os momentos que eu me arrisco a dizer serem os mais agradáveis do livro, principalmente quando se atrela ao desejo pessoal da personagem, que questiona seu futuro e quer construí-lo lá como uma cidadã italiana. O problema é ter um enredo tão previsível e não compensar isso com personagens carismáticos e justificativas plausíveis e convincentes para os problemas pelos quais eles passam.

Como disse logo no início não estaremos salvos do velho, romântico e dramático triângulo amoroso. E esse se dá entre Bianca, Miguel e Enzo. Uma relação que irá se desenvolver e colocar à  prova não somente a confiança dos envolvidos, como também amizade e o sentimento recíproco que paira na vida dos três. Mas o triângulo não funciona tão bem à medida em que o leitor percebe que propositalmente a autora excluiu demais um dos personagens e jogando justificativas não convincentes para as atitudes da personagem Bianca e dos demais personagens. Não foi um desenvolvimento natural, logo não me convenceu. Posso reforçar isso com um exemplo (não é spoiler porque está bem no início do livro) de quando Miguel e Bianca chegam à casa de Enzo em Roma. O rapaz italiano simplesmente está em casa e começa a tirar a roupa e ficar de cueca na frente do amigo e da namorada, que logo começa a reparar no corpo e na beleza do rapaz. Uma forma brusca e absurda de inserir a Enzo na história.

Saímos do triângulo amoroso para a vida pessoal da personagem, e eu já disse de forma genérica mais acima o quanto isso me agrada no livro. Bianca é uma adolescente de 18 anos e explorar suas dúvidas sobre a carreira e o curso que quer estudar na faculdade é uma ótima forma de entreter o leitor alvo. E fica ainda mais positivo quando as ações da personagens começam a se voltar contra ela, dando-lhe um choque de realidade sobre o que ela está fazendo de sua vida e sobre o que ela quer para si. Embora Bianca não seja uma personagem pela qual eu tenha tido um pingo de empatia pelas atitudes impulsivas e extremamente egoístas que tem, é bonito ver uma personagem tão jovem se preocupando com a carreira e o futuro e de alguma forma mostrando ao leitor o quão importante isso é, principalmente nesse momento caótico que estamos vivendo.

As Letras do Amor é um livro sobre amizade, confiança, ações impulsivas e suas consequências. É tipo de livro para ler de maneira despretensiosa e não esperar mais do que está dito nas sinopse. Não diria ser um livro ruim, mas não é espetacular. Não e indicado para quem gosta de uma leitura densa, mas é muito aceitável para quem gosta de romances rasos, divertidos, românticos e com uma pitada grande de drama.

XOXO,
Diih 

12 comentários:

  1. Oi, Diih. Feliz Ano Novo (adiantado!).
    Eu quero muito ler esse livro, mas depois que lançou e eu vi tantas resenhas negativas sobre ele, que fiquei com a cara no chão e a vontade lá embaixo. Agora estou mais animada para lê-lo. O problema é que detesto triângulos amorosos, mas vou tentar dar uma forcinha a mais na hora da leitura.
    Beijo! Leitora Encantada
    Participe do Sorteio de Natal, ainda dá tempo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Diih!!!

    Sou completamente apaixonada por esse livro, mesmo com um triângulo amoroso, só aumentou meu carinho.

    Beijos

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  3. HAHAHA, eu não tinha me ligado que tinha ligação Roma com Amor. Sem ôr!
    Resumindo, é um livro bem maomenos né. Não cheira nem fede. Não é ruim, mas também não acrescenta grandes coisas. E eu quero é distância desses triângulos amorosos kkkk não suporto. E se a protagonista é indecisa então, vish!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Diiih!

    Não conhecia o livro. Amo clichês, sério, e amo e odeio triângulos amorosos, pois quando decido qual é o meu personagem favorito, logo fico com muita raiva do outro! Mas adoro livros com triângulos amorosos. Com toda certeza é um livro que eu gostaria de ler!
    Parabéns pela resenha!
    Beijão,
    https://teattimee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Diih =)

    Ai... esse livro foi a leitura mais sofrida que tive em 2016 =(
    Não gostei dos personagens, achei a protagonista um porre e a narrativa clichê do tipo que não convence.

    Mas acho que minha revolta é justamente por que não gosto de histórias rasas rs...

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oláá! tudo bem?
    Não conhecia esse livro não, mas a sinopse me agradou bastante! Não ligo para clichês, até gosto, porque amo livros românticos e dificilmente leio algum que saia muito disso.. só fiquei com um pé atrás por algumas coisas que você falou que parecem forçadas e tal, como a questão dele tirar a roupa haha não sei, talvez a escritora não tenha pensado numa construção tão boa assim para os personagens né.. mas fiquei com vontade de ler!
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    como sempre eu aqui encantada com suas resenhas. eu amo romance e acredito que esse livro seja ideal para eu ler. Gosto dos livros que abordam temas como amizade e esse também faz isso.
    Gostei demais.
    Beijos.
    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  8. Oii Dih, tudo bem?
    Olha eu de volta a ativa finalmente! Tava morrendo de saudades daqui :)
    Então, eu amo romances clichês, e quando esse livro foi lançado, chamou muito a minha atenção, mas após inúmeras resenhas negativas, eu perdi o interesse sabe?
    Eu e as minhas fases de leitura haha

    Beijos!
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii Dih

    Há livros que abusam do clichê e enjoam, outros abusam e encantam, vai entender! Esse parece ser um daqueles livros que gera diferentes reações, gosto disso. Tenho ele anotadinho na minha lista, pra quando me der vontade de ler uma história bem doce.
    A capa está linda né?

    Beijos

    resenhaatual.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Diih, tudo bem?

    Eu adoro esses romances rsrsrsr gosto de coisas densas, mas às vezes (muitas vezes rsrsrs) é bom ler algo mais leve! Acho que vou curtir a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Olá! Que blog mais lindo! Adorei o layout!
    Quanto ao livro, ao contrário de vc, não sou muito fã de clichês hahaha Já tinha visto a resenha desse livro em alguns lugares, e apesar de parecer ser uma leitura leve, não faz muito meu gosto :P
    Beijo!
    Books Many Books

    Facebook

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"