Olá, pessoinhas! 

Vou começar essa resenha tão poético e apaixonado quanto a história que está no livro de hoje. Desejo que mil estrelas estejam brilhando no céu de vocês e que luzes estejam se ascendendo para cada amor que nasce e sobrevive à distância e ao tempo. Assim como aconteceu na vida de Owen e Lucy.

Você sabe onde fica o centro exato do mundo?


Apesar de Jennifer E. Smith já ter lançado dois livros de sucesso e eu ter uma vontade imensa de ler cada um deles – “ A probabilidade estatística do amor à primeira vista” e “Ser Feliz é Assim” –, A geografia de nós dois é o primeiro livro que li da autora. Não digo que é tão bom quantos os outros ou que é melhor que eles, mas certamente é um livro que tem um potencial absurdo de fazer o leitor morrer de amores.

Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Owen e Lucy estão prestes a testar a teoria de que, mesmo longe dos olhos, alguém especial jamais deixa seu coração.

Quando um apagão deixa toda a cidade de Nova York no escuro, Owen e Lucy estão presos no elevador. Ele mora no subsolo, ela no vigésimo quarto andar no prédio e, parados no meio do caminho, pela primeira vez desenvolvem uma conversa. Apesar de já terem visto um ao outro algumas vezes, eles nunca se falaram, a única coisa que existia entre os dois eram suposições e opiniões idealizadas. Mas naquele dia, quando conseguiram sair do elevador, enquanto o mundo lá fora ainda permanecia no escuro, uma luz se acendia para cada um deles. Com as estrelas acima de suas cabeças e uma noite para chamar de inesquecível, Owen e Lucy vão viver uma experiência única, que mostrará a eles que um lar não precisa exatamente ser uma casa. Em algum momento os dois vão precisar encontrar onde fica o centro do mundo, porque vão precisar se separar, cada um em um canto do país mantendo contato apenas por cartão postal. Será que esse sentimento que nasceu dentro deles vai sobreviver ao tempo e à distância? Onde fica o centro exato do mundo para Owen e Lucy?

Se eu tivesse que escolher uma palavra para definir A Geografia de Nós dois, certamente o termo certo seria dizer que é uma história poética. A autora construiu uma narrativa doce, engraçada, tocante e não poupou metáforas. Tais adjetivos, porém, não definem somente a história em si, eles também definem os personagens.


 💭 “Owen também sorriu, deixando os olhos se fecharem, mas ainda assim continuava a vê-las, brilhando fortes atrás das pálpebras. E, pela primeira vez em semanas, ele se sentiu aceso por dentro, mesmo na mais escura das noites.”

Owen e Lucy são dois adolescentes construídos com uma beleza admirável e o melhor: são personagens fáceis de imaginar no mundo real. Owen perdeu a mãe a pouco tempo e está tentando construir recomeçar a vida ao lado do pai, ao passo que Lucy tem uma família formada, apesar de não tão unida – no sentido de estarem sempre juntos. Na maioria das vezes Lucy é deixada sozinha enquanto os pais viajam o mundo. Enquanto isso, Owen tenta superar a morte da mãe vagando pelas ruas, mas sempre com o apoio e a presença do pai.

A realidade de vida dos dois é muito diferente, mas existe algo em comum: há uma lacuna a ser preenchida no mundo deles. A garota apesar de ter uma qualidade de vida boa e ter irmãos, um pai e uma mãe, todos são ausentes. Enquanto isso, a falta da tão lembrada e amada mãe de Owen é o que falta para ele. E aqui está uma problemática na história que acho importante: a presença ou ausência da família e o impacto que isso causa numa pessoa.

Outro ponto que me chamou a atenção na história e que gosto de deixar em evidência quando falo sobre o livro é a pureza dos sentimentos dos personagens. É um amor que acontece, não existe simplesmente, e é algo saudável. Um amor amigo, que ensina, que aprende; um amor que como qualquer outro permite alguma desavença, mas que não perde o brilho.

O palco inicial dessa história é Nova York, no entanto você fará uma viagem pela Europa também, passando por países como Londres e Paris (palco das mais belas histórias de amor). A história é narrada em terceira pessoa e nos mostra a cada capítulo a vida e os sentimentos dos personagens, de maneira intercalada, mas de um modo que faz com que os protagonistas estejam sempre em sintonia.


💭 “Na escola, Lucy estava sentada em silêncio na carteira, voltada em direção ao oeste”.
“Entre uma aula e outra, Owen parou por um instante, com os pés apontando para o leste.”
“Em Londres, Lucy pensava em Owen.”
“E bem longe, em Seattle, Owen pensava nela”

Se eu disser que o clichê não está desenhado perfeitamente na história eu estaria mentindo. Inclusive essa situação de ambos se separaram, se encontrando em alguns momentos, mas mantendo sempre contato me fez lembrar de UM DIA, do David Nicholls, até pelos cenários que conhecemos no enredo, mas claro numa versão mais leve e adolescente.


A Geografia de nós dois é um livro com uma narrativa leve, com personagens cativantes e um tom poético que está do início ao fim. Emoção não vai lhe faltar, arrepios também não. Um livro para ler e se apaixonar, para ler nas entrelinhas e entender o significado que a simplicidade das coisas pode ter na nossa vida. Mas acima de tudo um livro sobre amizade, cumplicidade e amor.

Espero que vocês leiam e gostem do livro assim como eu adorei. Encontrei sim alguns poucos pontos negativos, mas que não influenciam em nada na qualidade da história – são coisas que me incomodam, é algo mais pessoal – por isso preferi não escrever. Divirtam-se, se apaixonem.

Um beijo.

Diih.

27 comentários:

  1. Que resenha maravilhosa! Já estava curiosa pela leitura, agora estou ainda mais! O único livro que li da escritora foi "a probabilidade estatística do amor à primeira vista" e é fofíssimo. Só de ler sua resenha, garanto que vou me apaixonar por esse também.

    Beijos. (http://psamoleitura.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PS!
      POxa, que bom que você gostou.
      Leia esse livro, você vai ver arco-íris.

      Bjão.
      Diego, Blog Vida & Letras
      www.blogvidaeletras.blogspot.com

      Excluir
  2. Como assim eu ainda não tinha visto esse visual novo? <3
    Tá lindo, Di!
    Eu amei A probabilidade estatística... E fiquei de ler outros livros da Jennifer. Já vi outras pessoas comentando sobre ele, mas vc tem um jeito especial de falar dos livros e agora preciso ler esse.

    Beijos
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jen!
      Menina tô feliz com o novo Layout, viu! Realizado. Leia esse livro e me conte o que achou.

      Bjão.

      Excluir
  3. Olá!
    Acho que é a primeira resenha desse livro que vejo e gostei muito do que li.
    Fiquei com interesse nesse livro ao ver a capa. Agora meu interesse vai além dela, pois esse toque poético que a autora deu ao livro me deixou com muita vontade de ler a obra.
    Esses narrativas doces, leves e tocantes me cativam muito. Espero conhecer essa história em breve.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sávio! Muito bem, aposte na leitura e apaixone-se!

      Abraço.

      Excluir
  4. Oi Diih! Com a sua resenha fiquei muito curiosa acerca do livro. Já li A Probabilidade Estatística do Amor a primeira vista(logo irei relê-lo) e amei. Vai com certeza para minha TBR.
    Beijos!

    http://nomundodaka.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, Karol! Me conte o que achou depois. Preciso ler A probabilidade estatística...

      Bjão.

      Excluir
  5. Adoro livros românticos!!

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é muito amor, Bell! UM beijo, linda.

      Excluir
  6. Oi Diih!
    Agora me deixou curiosa, parece ser uma história gostosa de se ler e eu adoro um bom romance. Ai quero ler.

    Ah, adorei o no lay, ficou lindoo!!

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa. Leia, menina. Leia. Super indico.
      Obrigado pelo elogio ao blog, linda.

      BJão.

      Excluir
  7. Amei a sua resenha Diego e esse livro parece ser maravilhoso.
    Com certeza irei add à lista de leituras.
    Beijos.
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá Diego, que resenha maravilhosa é essa rapaz? (hehehe)
    Gostei bastante dos pontos abordados em sua resenha, mas tenho que confessar que o primeiro livro da autora que li não curti muito (A probabilidade estatística...). Espero gostar mais desse livro, abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luan! Obrigado pelo elogio a resenha, menino (rs.). Dê uma chance ao livro, plis.

      ABraço.

      Excluir
  9. Olá!
    Cara, eu acho q tenho um lroblema com essa autora, só pode! Por mais que falem vem desses 3 livros dela, nenhum deles me chama realmente a atenção, lor si só, pelo enredo, enfim. Apesar de "A probabilidade" estar na minha lista, é o que eu quero conferir primeiro ;)
    Mas linda resenha, lindas fotos!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. Isso acontece. Mas tente dar uma oportunidade A Geografia também.
      Abraço.

      Excluir
  10. O visual novo foi ao ar e vc nem falou? Oo Eu você falou e eu não vi? hahahaha
    Ficou lindo, Di! <3
    Sabe que eu curto a historinha desse livro? Você sabe que eu vivo um relacionamento à distância, então acho que eu iria me identificar muito com a Lucy e o Owen.
    Menino, se eu já não tivesse lido dezenas de resenhas sobre esse livro eu perderia a vontade de ler somente pela comparação com Um Dia!

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    Brincadeirinhaaa! <3

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Senhora gosta mesmo de fazer um jogo comigo falando de um Dia né, gata!? Me aguarde! rs.

      Mulher leia ele (A Geografia de nós dois), vá. É tão doce e poético. Acho que você vai se ver muito ali.

      Bjux.

      Excluir
  11. Os diabéticos se preparem porque o livro doce chegou!

    Ó, por incrível que pareça, eu quero/vou ler esse livro. Tenho que me preparar ainda, pois não estou preparado para 250 (?) páginas adocicadas. Entretanto, farei o possível para lê-lo ainda este ano. Juro, não precisa perguntar se é sério depois. ("Meu Deus, Alfredo lendo romance água com açúcar!!")

    A resenha ficou linda e o blog está MARAVILHOSO (tô olhando para ele há uns 30 minutos uhsuas). Parabéns!

    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk. Pare de ser lindamente ridículo e lindo, garoto! rs.
      Espero que leia e goste mesmo!
      Aguardando seus comentários, cheio de medo.

      XOXO

      Excluir
  12. Estou querendo ler esse livro já faz um tempinho , vou fazer de tudo para ler ainda esse ano !!!
    A resenha ficou maravilhosa e o seu blog é muito muito lindoo !!!!!! Parabéns sério hahaha
    beijoss
    https://wonderbookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina então leia logo, corre! Vai se apaixonar e ficar encantada, vale a pena.
      Obrigado pelos elogios.

      Bjão.

      Excluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"