8.1.13

Despertar



Eu sonhei com um grande amor, um amor eterno que me tiraria do chão. Não queria que viesse voando, não planejei ou desenhei isso, só desejei que viesse. Que me trouxesse um mundo diferente daquele que estava acostumado a viver.

Desde que li nos livros eu decidi: é isso que eu quero para mim; um alguém para toda vida. Assim como vi nas novelas, nos livros, nos contos de amor, na união bela, de tantos e tantos anos, entre o meu avô e a minha avó. Não precisaria, de fato, cair do céu ou, como de costume, vir a cavalo; mas deveria me trazer um belo poema apaixonado.

Imaginei aqueles jantares à luz de velas em algum restaurante da cidade, a ligação intencional a fim de desejar uma “boa noite” no final do dia, no dia dos namorados; fantasiei o acordar com um belo café da manhã na cama, acompanhado por um romântico “eu te amo”, numa manhã de sol. Também esperei assistir o cair da neve junto a ele, como eternos amantes, em frente a uma lareira para nos proteger do frio, e esperei por uma bela flor, com o melhor dos aromas e de brinde um olhar cheio, transbordando de ternura.

Sonhei escrever minha história; a nossa história. Poder receber canções de amor dedicadas na emissora de rádio da cidade e com as luzes brilhantes do natal. Que maravilhoso seria sentar na cadeira, em minha mesa de estudo, para escrever poesia e então escutar uma voz recitando Shakespeare, aquela voz soando por debaixo da minha janela.

De verdade, desejei fortemente ser TUDO para alguém e que esse alguém lutasse por mim quando, por algum motivo injusto, eu precisasse ir embora com medo e com saudade. Lembrei imediatamente do amor de Romeo e Julieta e de todos os outros amores perfeitos lidos por aí.  E como eu desejei poder ficar ao lado dele para sempre!

Agora tudo o que eu desejo é acordar do sonho, sem perder a paz, a doçura de ser sonhador. Eu quero simplesmente e apaixonadamente viver uma história que ninguém contou.

© Diego França 2013*

0 comentários:

Postar um comentário

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"