Pra ter você
Te desenhei
Num papel perfumado
Branco, arrumado
E mesmo assim, descompassado,
Comecei a fazer.

Pra ter você
Segui teus passos no escuro
Todas as vezes que fechei meus olhos
E, sorrindo, te encontrei

Vi caminhos de flores
Plantadas
Tantas flores!
E o vento espalhado,
Você em meus braços...
Eu até chorei.

Um choro feliz,
E ri um riso seguro
Tão dentro de tudo
 Que eu mesmo criei.

Para ter você
Abri mão de perfeição
Rejeitei o impossível e o não
Fiz de você
Meu ato imaginário



Copyright © 2010 Todos os direitos reservados a Diego França

10 comentários:

  1. lindo Di parabens amei viu...vou pegar p mim rsrsrsrsr emerson souza

    ResponderExcluir
  2. adoreiiii! eu escrevo para teatro mas volta e meia me pego tentando uns versos em poesia..^^ estava a procura de blogs assim...te seguindo tá?
    beijo!

    Thacilla Noronha.
    Sabordemim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Para ter você
    Abri mão de perfeição
    Rejeitei o impossível e o não
    Fiz de você
    Meu ato imaginário


    NOSSA QUE LINDO, PARABÉNS
    VOLTAREI MAIS VEZES!!

    VISITE O MEU http://taiisfalcao.blogspot.com/

    SE GOSTAR DE ALGUM POST COMENTE!!

    BEIJOS PARABÉNS

    ResponderExcluir
  4. Diih! meu lindoo! seu blog é perfeitooo! te amo <3

    ResponderExcluir
  5. Gente, é genuíno, simplesmente genuíno.. Coisa linda seu moreno, muito lindo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Diego, como disse em outra ocasião: sinto como se estivesse ouvindo você recitando! Adorei a sensibilidade ... Lindo mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Voltei de novo a esse texto, é porque eu ADOROOOOOO ELE !! rs

    ResponderExcluir
  8. Tenho medo dos meus "atos imaginários".
    Lindo viu garoto!
    Parabéns!!

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"