Oi,
pessoas românticas e cheias de amor, que trazem em si essa chama que não se apaga. E eu realmente desejo que não se apague nunca. Assim como a chama de Logan e Alyssa, que nunca se apagou, mesmo com a distância.

|MUITO   A M R   NESSA VIDA DE NÓS TODOS!|

A chama dentro de nós é um new adult escrito por Brittainy C. Cherry, mesma autora de "Sr. Daniels" e O ar que ele respira. O livro foi lançado pela Editora Record e conta a história de amor do "bad boy" Logan e da doce Alyssa.

O casal que protagoniza a trama de Cherry se conhecem de maneira inusitada e desenvolve uma bela amizade, a partir do primeiro contato. Logan vai até a loja onde Alyssa trabalha para comprar alimentos, porém, um imprevisto acontece e ele acaba tendo que deixar os alimentos na loja. Porém, Alyssa se compadece da situação e acaba pagando as compras. A partir de então uma grande amizade surge entre eles e à medida que o tempo passa o sentimento vai mudando e crescendo até que ambos assumem o amor que sentem um pelo outro. Mas nem tudo são flores. Nessa caminhada vários acontecimentos farão com que os dois se separem até que Logan se muda da cidade deixando sua família e Alyssa.

|Porque será que Logan vai embora? Será que ele volta? E o relacionamento com Alyssa?|

Alyssa é uma garota com boa qualidade de vida, filha de uma advogada, sonha em cantar e viver de música, vive numa área nobre da cidade; Logan, por sinal, vive uma vida caótica num bairro periférico e se envolve com drogas. O rapaz vive com a mãe que também é viciada e tem um relacionamento abusivo com Rick, o pai de Logan, um frio, violento e controlador.

Pela diferença dos personagens já é possível perceber o perfil nada novo da construção dos protagonistas. Temos aqui o velho clichê da garota rica, que se apaixona pelo garoto pobre e vivem  um amor mal visto pela sociedade. E toda uma trama baseada nos romances proibidos, estilo Romeu e Julieta, estética que raramente se diferencia dos NA's. A leve diferente entre "A chama dentro de nós" de outros livros que já li é que o amor aqui acontece aos poucos, nos apresenta a vida de cada um sozinho, depois juntos, até que se tornem um só e o leitor também já esteja conectado com o sentimento dos dois e acostumados com a ideia do relacionamento que está se desenvolvendo. Funciona muito bem.

O que não agrada é a mesma fórmula utilizada pela autora para os NA's como foi dito logo acima. É tudo muito igual, tudo muito repetitivo. Não há muitas surpresas sobre como seria o desfeche da história; as reviravoltas já acontecem de modo que mostram de alguma forma o caminho exato de como irá terminar a história. 
A chama dentro de nós nos mostra uma história de superação e fantasmas que trazemos conosco na vida. Apresenta uma história de amor, mas não somente o amor romântico, como também o amor família, o amor amigo. O leitor presencia as consequências do uso de drogas, a violência que isso gera, a agonia de estar preso a algo quando você está assistindo a sua vida desmoronando. 

As drogas, a violência como consequência dela, as divergências comuns às classes, o amor "proibido" e o câncer são temáticas que o leitor encontra na história. No entanto, estamos diante de temas romantizados demais, principalmente quando se trata do câncer e da forma como isso se torna uma chantagem do personagem que está doente para conseguir convencer os outros do que ele quer. Se torna algo chato, forçado e dramático demais! Ponto negativo.

E para não dizer que não falei das flores, as metáforas e a linguagem poética se fazem constante e é belo. Pude ler frases belíssimas e dignas de reflexão, e a metáfora do amor como uma chama que cresce dentro de nós e que é capaz de incendiar é de uma beleza admirável. Me deixou encantado. A narrativa fácil e a tensão que existe na trama são também pontos positivos e que contribuem para uma leitura rápida e agradável.
- Mas Diih, o livro é ruim? Não, esse não é um livro de todo ruim. Mas também está longe de ser uma história marcante.
Com uma narrativa leve e fluida, A chama dentro de nós é uma historia totalmente clichê, com personagens estereotipados demais e temas sérios abordados de maneira romantizada demais também. A tensão da trama é forte e é realmente capaz de despertar uma chama dentro de nós, através da narrativa leve, e ao mesmo tempo poética com suas ricas metáforas sobre o amor. No entanto, não é uma história que nos apresenta grandes novidades e surpresas. 

Bjux,




11 comentários:

  1. Oi, Di!
    Engraçado que de toda a série, esse é o único livro que não me desperta o interesse. Vai entender...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Oi, Diego! Confesso que faz séculos que não leio romances românticos.
    Não despertou muito o meu interesse, mas quem sabe.
    Abraços
    Blog do Ben Oliveira

    ResponderExcluir
  3. Di, adorei a maneira como vc colocou seu ponto de vista. Apesar de discordar de vc, a Chama Dentro de Nós me fez refletir e repensar minhas decisões e acima de tudo nunca desistir do amor. bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi Diih
    Sou suspeita em falar sobre, pois eu amo tudo que esta autora escreve, eu adorei ler este livro, e estou ansiosa para ler o próximo.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Você conseguiu dizer na sua resenha tudo que senti e penso sobre esse livro...
    Adorei!
    Além disso, essa foto está maravilhosa! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Não curto muito ler e ler romance é algo bem chato pra mim na verdade :(
    Agora de virasse um filme, talvez eu veria com certeza!
    Mas de modo geral achei a história bacana, e gostei que o livro “apresenta uma história de amor, mas não somente o amor romântico, como também o amor família, o amor amigo” isso eu acho bem interessante!!

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi! Eu amo romances e tenho lido muito sobre os livros da autora, estou bem curiosa para conhecer a escrita dela. Uma pena não ter sido bom para você. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  8. Oie Diih =)

    Eu gostei desse livro, mas pelo plano de fundo usado do que romance em si. Já passei por problemas de dependência química na família e o modo com a autora retratou o problema foi muito verdadeiro.

    Realmente as autoras do gênero parecem usar sempre a mesma fórmula o que torna a narrativa bem previsível.

    Beijos e um ótimo final de semana;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  9. Acho que nunca vi uma resenha negativa desse livro, o que significa que eu preciso correr pra ler logo esse livro né hahaha a experiência que tive com a autora por Sr Daniels não foi muito boa, mas provavelmente darei uma segunda chance com A chama dentro de nós. A base desses livros românticos e dramáticos são sempre a mesma, de fato, mas eu sempre me emociono de qualquer forma hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Diego,
    Estou apaixonada pela escrita da autora, preciso conferir esse livro para ontem!
    Sei que vou me emocionar... Ela sempre faz isso comigo, rs.
    Mas agora fiquei: EPA, como assim ele não gostou?
    Repetitivo? Vou prestar atenção nisso e te conto o que achei!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Diih, tudo bem? Eu nunca li nada da autora, mas tenho umas amigas que realmente amaram esse livro! De todas as formas eu entendi seu ponto de vista, tem muito NA repetitivo no mercado, sem grandes novidades mesmo! Adorei sua resenha, como sempre vc escreve super bem e de forma bem honesta.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"