~~ Opa,
minha gente!

Como vão todos vocês?  Tudo muito bem na vida, não é? Eu gosto assim. E se a vida não está tão UP para você, desejo toda a positividade e carinho do mundo nessa semana que está só começando. E lembre-se: com fé você vai chegar onde tem que estar.

Agora mais uma pergunta: quer saber mais sobre os contos dos irmãos Grimm? Da maneira como eles escreveram, é claro, e não da maneira como nós conhecemos. Posso garantir que vale a pena.

Vem cá!


Quem nunca escutou ou leu a história de João e Maria, d’A Princesa e o Sapo, e d’O Poço dos Desejos, entre vários contos cheios de belas mensagens, mundo azul e final feliz? Você alguma vez já escutou pelo menos um desses contos, adaptados e transformados num texto mais leve. No entanto, há muito por detrás do que nos é contado e de maneira brilhante o autor Adam Gidwitz vai mostrar isso para você.

Esse é um conto de fadas para lá de diferente! Você vai acompanhar João e Maria – Ops, não! -, João e Jill, pelas histórias dos irmãos Grimm, de Hans Christian Andersen e de outras figuras do universo do faz de conta. Preparem-se para encontrar um “Era uma vez...” cheio de paisagens incríveis, que podem – ou não! – ser assustadoras, além de contar com um enredo sangrento, talvez, aterrorizante e cheio de surpresas, quem sabe. Basta abrir o livro para se surpreender.


Após o sucesso do primeiro livro, Um Conto dos Grimm, lançado também pela Galera Junior, assinado pelo autor Adam Gidwitz, a editora publicou o “Outro conto sombrio dos Grimm”, que segue o mesmo ritmo do primeiro livro, mostrando o lado mais sombrio daqueles contos com finais felizes, que escutamos desde criança. Com uma edição maravilhosa, que mistura texto, ilustrações lindas, e uma narrativa espetacular, esse livro está aí para agradar a todos os públicos.

Crescemos escutando histórias com um começo bonito, um meio conturbado, um final feliz. Mas talvez, quando criança, nunca tenhamos parado para pensar que esses contos poderiam ter um lado mais sombrio, não tão alegres e bonitos assim. E dentre tantos autores, Gidwitz está aqui para mostrar esse lado negro e tão escondido. Quem imaginou que Maria, parceira de João, na verdade se chama Jill? E mais ainda, quem poderia imaginar que Maria, no conto, na verdade é um garoto? E que um sapo não vira príncipe ao ser beijado porque na verdade ele não é nem beijado? Essas são algumas das coisas que você vai descobrir durante a leitura.

O autor contou a história de João e o pé de feijão tal qual o texto original. Com uma maneira única de escrever e entreter o leitor, Gidwitz nos apresenta contos que se completam, criando uma ponte para o capítulo e a história seguinte, nos envolvendo numa trama que mistura a narrativa do conto e o diálogo do narrador com o leitor. E é esse diálogo que dá um brilho extra e faz toda a diferença na narrativa. Afinal, me diga: o que acontece quando alguém diz a você “não olhe!”, ou “você não pode ver?” Você obedece ou a vontade de seguir adiante e matar a curiosidade é maior?


Apesar de ser uma publicação de um selo infantil, do Grupo Editorial Record, o livro pode facilmente ser apreciada pelo público adulto e amante dos grandes e marcantes contos, não só pelo dinamismo com o qual o autor nos envolve, mas pela curiosidade de conhecer a verdade maquiada pelo “final feliz”.

Outro Conto dos Grimm é um livro que apresenta uma leitura extremamente agradável, fácil e dinâmica. Você se espanta, se sente tocado, se impressiona e de modo geral vive a história que está sendo contada de maneira bem-humorada, às vezes, sarcástica também. O autor nos nos guia pelos cenários das histórias – algumas com mais destaque que outras, naturalmente – e nos surpreende com um final nada convencional.

Vale muito à pena, gente! A edição está maravilhosa, a impressão também, e as ilustrações, juntamente com os desenhos da capa são lindamente apreciáveis.

Um Beijo e até logo.
Diih

7 comentários:

  1. Os contos de fadas foram adaptados, pois no principio eram histórias de terror.
    Hoje em dia mesmo suavizado dá calor só de imaginar o lobo querendo comer a vó e a chapeuzinho, a bruxa querendo comer o Joãozinho, fora que tem historias de abandono e maus tratos.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Oiii, tudo bem????
    Eu já tinha visto a resenha desse livro em outro blog e já tinha ficado muito interessada :)
    Seus comentários só afirmaram o que eu já sabia: PRECISO LER! hahahha
    Até porque estou em um projeto de releituras dos contos, então gosto de sempre conferir as várias formas como esses contos foram contados aos longos dos anos :)
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ahhh estou louca para ler esse livro, mas não consegui ler nem o primeiro (que já tenho) :X
    Adorei saber mais sobre o livro, já quero ler, adorei a resenha :D

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Diih, tudo bem?
    Adorei a dica! Curto muito ler as "versões sombrias" dos contos clássicos. O último livro que li nesse estilo foi Branca dos Mortos e os Sete Zumbis, é ótimo!
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Olááá!!

    Eu adoro ler livros que nos mostram coisas novas sobres os contos. Essa coisa de uma história ser ligada a outra parece bem gostosa. E que capa mais fofuxa desse livro!!

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  6. Oie Diogo =)

    Ultimamente ando gostando mais dessas versões sombrias dos contos de fadas, do que das originais rs... Será efeito de Once Upon A Time? Tenho bastante curiosidade de ler esse livro, mas vou ter que esperar um pouco pois a fila anda gigante por aqui.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  7. Oi Diego, eu adoro releituras de contos de fadas e gosto muito de A princesa e o Sapo, estou de olho nesse livro faz um tempinho e bom, edições lindas são uma tentação rrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"