Olá!
Hoje é um dia especial, dia de comemorar uma data dedicada aos amantes, para que a gente nunca esqueça que celebrar o amor é algo que devemos fazer sempre. Não importa se você está solteiro ou namorando, vamos dedicar esse dia ao amor, seja ele na vida real e nas grandes histórias. No meu caso, vou continuar Shippando Emma e Dexter, que formam o meu casal predileto das tramas de todas as tramas.

E por falar em Dexter, você já pensou como seria uma carta de Dexter, escrita para Emma atualmente? Pensando em quantos Dex e Emm podem estar vagando por esse mundo todo, decidi escrever uma carta fictícia do que Dexter poderia dizer à Emma atualmente.


~

Nunca fui de escrever coisas bonitas e especiais como você sempre fez. Você sabe, nunca fui muito bom para me expressar. Na tentativa de ser poético me transformava sempre naquele grosseiro babaca – que, apesar de tudo você gostava, modéstia à parte.

Ok, ok! Não está mais aqui quem falou. Mas você sabe que é! E olha, Emm... não me bate! Olha lá! Juro que consigo ver você agora com uma cara de brava vindo me dar um tapa. Mas insisto, você gostava, eu gostava e a gente sempre se dava bem no final. É certo que nem tudo o que construí deu tão certo quanto eu queria e eu peço desculpas a você por te obrigar a assistir aqueles programas toscos da madrugada. Nossa! Eu estava bem louco naquela época! Você sabe, eu queria muito sexo, drogas e... Não, eu não queria Rock in Roll, eu apenas achava que queria. Apenas parecia feliz. Mas o que tenho hoje daquilo tudo? Nada, Emm. Hoje tudo que tenho é você. Foi a única coisa que sobrou de todas as coisas que eu tive na vida e não soube levar adiante. Mas você sempre esteve comigo, não é mesmo?

Emma, Emma... Como o tempo corre. Eu achava que não envelheceria nunca! E olha só minha cara de rapaz velho. Mas ainda consigo ser totalmente atraente, não é verdade? Hein?! Diz para mim! Você sabe que não deixei de ser atraente mesmo. Mas não vem ao caso. Vou parar novamente antes que você queira rumar o telefone na minha cabeça onde quer que você esteja agora. Seria doloroso, Emma. Sério! Você quando está com raiva é uma mulher terrível!

E por falar em terrível, você já deixou de achar que é uma mulher assim tão chata e blá, blá, blá!? Eu juro que eu espero que você me responda um sim. Sério! Esse é um presente que nunca consegui te dar, digo, autoconfiança. E acho que nunca conseguirei. Porque parece que por mais que eu te ame e tente colocar na sua mente você nunca deixa essa loucura sair de sua cabeça. Juro, Emma. Juro que adoraria lhe fazer uma lavagem cerebral e fazer você perceber a mulher incrível que sempre foi. Mesmo quando você trabalhava naquele restaurante e morava naquele quarto que só cheirava a cebola. Sempre soube que você era mais do que aquilo, mas você insistia em viver ao lado de seus tomates, cebolas e Yan. Nossa! Olha, o Yann... Até hoje não consigo perceber o que você viu naquele cara. Ele nem era engraçado, Emm! – Desculpa, mas estou rindo. Eu sou bem mais bonito e mais interessante que ele. Você sabe.

E acho que você faz um casal bem mais bonito comigo. Há quem diga que sim, e olha que muita gente torceu contra mim quando eu era aquela porra louca, que saia com você e olhava infinito e além para as mulheres que passaram. Elas eram gostosas. E apenas isso. Mas olha você! É linda, é inteligente e brava – de uma forma engraçada e ao mesmo tempo aterrorizante. Me colocou na linha direitinho, hein! Quem diria. Dexter Mayhew...

Mas quer saber de uma coisa Emm? Ahhhhhh... Eu era mais feliz quando estava com você. Quando você me ligava, quando brigava comigo, até quando dizia que não queria me ver nunca mais. Saber que você existe e estaria ali para me socorrer inicialmente foi um pensamento egoísta, eu sei. Mas eu cresci, veja só. E Hoje saber que você sempre esteve comigo é motivo de me orgulhar por ter tido o amor de uma mulher tão maravilhosa como você.

Eu sempre tive muito, mas do que adianta ter muito e se sentir tão pouco e vazio? Eu juro que largaria tudo e fugiria para qualquer lugar com você, correndo daquele jeito como fizemos quando nos conhecemos e eu tinha aquele encontro com meus pais. Juro que subiria várias e várias montanhas como aquela que subimos naquele dia. Estava tão engraçada com aqueles óculos e aquela roupa! – Mais uma vez desculpa, mas não posso negar. As mulheres que eu sempre estivera até então vestiam pouca roupa, não é culpa minha. Deus do céu, qualquer pessoa que ler essa carta em seu lugar vai me achar um tremendo de um machista. Mas olha, definitivamente se eu sei de uma coisa hoje, se posso ter certeza de uma única coisa é de que eu me tornei uma pessoa melhor depois que percebi que meu lugar era com você.

Minha nossa, Emm. Olha o que você fez comigo! Estou escrevendo uma carta de mil páginas! Para dizer o que? Que te amo?!

Talvez!

Mas vai além disso. Gostaria de te dizer coisas que vai além do Eu Te amo, coisas que corram além do tempo só para você se sentir uma mulher amada onde quer que esteja agora. Eu gostaria de cobrir você de amor e fazer dos seus sorrisos os mais brilhantes e satisfeitos da vida de alguém. Se eu pudesse definir meus sentimentos diria que ele é tão lindo quanto a imagem do sol se pondo no fim da tarde ou tão maravilhoso quanto as luzes da noite de Paris.

Eu poderia dizer também que ele é como o amor que os leitores sentem por seus livros, tão especial como as histórias de amor que os autores criam para apaixonar o mundo e se sentirem apaixonados. Mas nada disso chega nem um pouco perto do que sinto por você, daquilo que explode no meu peito. A única coisa da qual tenho certeza é que nesse mundo de amantes eu fui feito para você e você foi feita para mim. Foi escrito assim e não poderia ser um final melhor. Nos amamos até o fim de tudo. E mesmo que a vida continue e não tenhamos mais um ao outro, lembre-se: “o que quer que aconteça amanhã, nós tivemos o hoje”.

Um beijo, Emm.
Com amor, Dexter Mayhew.
12 de junho de 2016.


A todos os Dexter e a todas as Emmas Muito amor para vocês.


9 comentários:

  1. Oi Diego,
    MUITO AMOR SEMPRE!
    Você não poderia ter escolhido texto melhor para esse dia.
    Emma e Dex <3
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, meu rei, tudo bem?

    Apesar de eu não sentir empatia pelo casal, achei a carta muito fofinha. Eu ri na parte "Desculpa, mas estou rindo. Eu sou bem mais bonito e mais interessante que ele."...bem a cara do Dexter mesmo pelo que eu me lembro da personalidade dele no filme.
    Fiquei aqui pensando...será que Dexter ainda estaria sozinho? Tenho lá minhas dúvidas, mas o amor que ele sentia por Emma, apesar de não me comover, é inegável.

    Arrasou na criatividade da postagem, Di.

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  3. Oi, Diego!
    Não conheço bem o casal, mas amei a carta. Muito lindinha.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Ah, que carta maravilhosa! Gostei muito do post, muito lindo e ideal para a data.
    E viva o amor!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  5. Olá Diego, tudo bem?

    Posso confessar uma coisa? De todos os post dos dias dos namorados que li o seu de longe foi o melhor de todos, conheço o casal mas não cheguei a assistir o filme ou ler o livro, mas estou perdidamente apaixonada por este carta, e interessante a forma como você usurfluiu a personalidade do personagem que te marcou ( a estória deles seja como for) e escreveu esta carta tão linda e cheia de emoções para compartilha, vou ser sincera mais uma vez não sei se teria tanto criatividade, mas já fiz algo semelhante a muito tempo, quando eu tinha 17 anos, escrevia muitas cartas para meus personagens favoritos, até hoje guardo algumas delas, espero conhecer e ler seja certas e textos escrito por você :) adorei!

    Beijinhos

    Participe do sorteio de aniversário de 1 ano do Resenha Atual e concorra aos brindes 1 The kiss of Deception + Caneca Life 2 Coleção Jane Austen+ A Rebelde do deserto 3 O Orfanato da Srta. Peregrine + Cidades dos Etéreos.
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/2016/06/aniversario-1-ano-resenha-atual.html

    ResponderExcluir
  6. Que fofa sua carta, Diego!! Nunca li esse livro, mas me comovi só pela sua carta :D você escreve muito bem, aliás!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Menino Di!

    Viva ao amor, sim <3 Parabéns pela criativa e talento com as palavras!

    Beijos!

    Resenha “O caderninho de desafios de Dash & Lily”: apenasumaleitura.blogspot.com.br/2016/06/resenha-o-caderninho-de-desafios-de.html

    ResponderExcluir
  8. Ai que coisa fofa de carta de amor! *---*
    Não conheço Dex e Emm, vou pesquisar. Obrigada!
    E é isso aí! Temos que celebrar o amor, sozinhos ou não.
    Não tem coisa mais linda que amor! :)
    Beijos pra você querido Diego, do blog mais que lindo!

    ResponderExcluir
  9. Que carta mais linda *--*
    Dex e Emm conquistaram meu coração desde os primeiro capítulos do livro e se tornaram um dos meus favoritos. Parabéns por esse texto maravilhoso e por essas fotos lindíssimas ♥

    Beijos!
    www.crescendoemflor.com

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"