Olá, minha gente!


Estava devendo um instante retrô deste mês para vocês? Ok, a dívida então já está sendo paga. Como postei na coluna Sublinhando uma frase do filme “Ele não está tão a fim de você” e algumas pessoas disseram adorar o filme, outras tantas disseram que têm muita vontade de assistí-lo, decidi escrever sobre ele hoje.

Ele não está tão a fim de você (He’s Just Not That Into You) é um filme baseado no livro homônimo escrito por Greg Behrendt e Liz Tuccillo – que inclusive foi inspirado numa cena da série Sex And The city. A adaptação estreou nos Estados Unidos no dia 06 de fevereiro de 2009, com  Ben Affleck, Sasha Alexander, Jennifer Aniston, Drew Barrymore, Jennifer Connelly, Kevin Connolly, Bradley Cooper, Ginnifer Goodwin, Scarlett Johansson e Justin Long.

Gigi é uma mulher apaixonada e extremamente romântica. Ela sai com um rapaz chamado Connor e no dia seguinte ele simplesmente não liga. Então ela conhece Alex, um colega de Connor, que deixa claro para ela: “ele não está a fim de você”.  O rapaz que também trabalha no bar onde Connor costuma ir passa a dar conselhos e a mostrar evidências de que Connor, que está saindo com uma cantora chamada Anna, não vai ligar. Anna por sua vez não gosta de Connor e é apaixonada por Ben, um rapaz dedicado ao seu casamento e sua esposa Janine. Janini é colega de Gigi e trabalham juntas. Sua chefe, Beth, é namorada de Neil há sete anos, mas o rapaz não quer casar. E ainda tem a Mary, uma publicitária que fará anúncios sobre o trabalho de Connor vive em busca de relacionamentos na internet.

Ele não está tão a fim de você é uma comédia totalmente clichê, mas do tipo que vale a pena. Como comentei no Twitter ontem à noite enquanto assistia novamente ao filme, só vejo verdades. Quantas pessoas estão esperando por uma ligação neste exato momento, passando por crise na relação, com problema de auto-estima, sendo “pisadas” por ter um pensamento extremamente romântico e simplesmente pela ideia de não querer casar na vida, enquanto seu parceiro ou sua parceira não tem o mesmo desejo que você, embora exista amor?



O filme retrata relações conflituosas e flashes de mulheres com todas as características possíveis: a mulher sexy, que possui um poder de atrair pelo corpo e pelo olhar, é independente, mas que no fundo, mesmo com toda segurança sobre si, só deseja ser amada, enquanto há aquela que também é independente na vida, mas  sonha encontrar um príncipe, tornando-se dependente de uma relação a todo custo. É aquela que leva fora o tempo todo adquirindo uma auto-estima baixíssima. Tem a mulher que sonha em casar e formar uma família e aquela que se casou tão cedo que não conseguiu sustentar o casamento por muito tempo.

 Como já disse, a comédia é um clichê que reúne em 2 horas de filme as variadas situações e casais distintos, que se destacam em outras produções. São histórias reais, corriqueiras, frustrantes, tratadas de maneira engraçada e sem perder o brilho e excluir a linha do drama e romance.

Se você ainda não assistiu sugiro que faça isso para dar boas risadas. E se você se encaixa em uma dessas descrições de mulher ou vê sua relação espelhada em algum desses casais não esqueça de que você não precisa estar com alguém que não te quer ou que já não te quer para que exista um final na sua vida. Preste atenção nos sinais.



“(...) Todos os filmes que vemos e todas as histórias que ouvimos nos imploram para nós esperarmos por ‘ele’. A virada no terceiro ato, a esperada declaração de amor, a exceção à regra. Mas, às vezes, estamos tão concentrados em achar nosso final feliz, que não aprendemos a ler os sinais, como distinguir entre os que nos querer e os que não nos querem; distinguir entre os que vão ficar e os que vão partir. E talvez esse final não inclua um cara maravilhoso. Talvez dependa de você. Talvez esteja por sua conta, juntando os pedaços e recomeçando, se libertando para achar alguma coisa melhor no futuro. Talvez o final feliz seja só seguir em frente ou talvez o final seja esse. Saber que apesar das ligações não retornadas e todas as mágoas; apesar de todos os erros e sinais mal interpretados, apesar de toda dor e constrangimento você nunca perdeu a esperança.”

Adoro essa frase!

Bjux 1.000!


32 comentários:

  1. Nossa esse filme é muito legal! Me divirto muito assistindo e já devo ter visto várias vezes! haha

    Beeijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esse filme. É engraçado por que ele é bem clichê como você disse e leve, mas no final eu chorei hahaha sou uma manteiga mesmo. Sempre que passa eu revejo. Gosto muito do começo que fala sobre como surgiu entre as mulheres a ideia de que se o cara te trata mal é por que ele gosta de você. É um total absurdo e só faz com que nós aceitamos dos homens um comportamento mesquinho.

    Beijos!

    Aquela Borralheira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jana.
      É um livro clichê, mas que funciona. Nem sempre os clichês são ruins. Eu gostei muito dele e na primeira vez que assisti chorei também. Essa narrativa do final é muito sábia.
      Bjux.

      Excluir
  3. Olá, Diego! Tudo bem?
    Acredita que eu comecei a ver esse filme, mas não aguentei nem poucos segundos? Pois é, acredite se quiser.
    Eu achei a história um pouco surreal, mas após sua resenha, acho que talvez deva dá uma maior chance.

    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renato!
      Nossa, sério que você achou a história surreal? Eu achei tão comum, tão rotineira na vida das pessoas. Dê mais uma chance mesmo, vá até o fim e talvez você goste.

      Abraço.

      Excluir
  4. Oi Di!!
    Nunca assisti esse filme, mas lembro que tempos atrás minha amiga disse que esse filme é ótimo. Principalmente para quem tem a tendência de fantasiar situações e acabar se decepcionando depois.
    Gostei da sua impressão sobre ele e vou anotar aqui para assistir.
    Beijos!

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anote e assista, Bahzinha. Vale a pena.
      Bjux.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Situações bem corriqueiras, não é, Luiza?
      Bjux, linda.

      Excluir
  6. Oi Diego,

    Eu acho esse um dos melhores filmes sobre relacionamentos. É real, mesmo que a maioria termine junto o que muitas vezes diferentes da vida real. Gosto dos atores, das músicas, é um bom filme.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Denise. E muito real e o final feliz já é típico dos filmes, acho que pra ganhar mais a atenção do público. A maioria ainda não é tão aberta a finais tão reais assim (rs.).

      Bjão.

      Excluir
  7. Eu tenho esse filme, e gosto de filmes assim.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilhoso ele. E adoro comédias românticas também.
      Bj

      Excluir
  8. Acho esse filme divertidíssimo!! :D Lembro que fui ao cinema na época, sem aquela motivação toda, e curti bastante! Adoro a cena em que tá rolando a festa na casa do carinha, aí a mocinha lava prato, serve canapé, fica atéééé o fim do fim, cheia das esperanças, aí, tadinha, erra feio né rsrs.
    Por mais filmes "sem muito conceito", só vida cotidiana mesmo! :)
    Bjssss,
    Reb

    http://blogpapelpapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reb eu dou muita risada nessa cena e me parte o coração ao mesmo tempo. Ser surpreendido é tão bom, né?
      Bjux.

      Excluir
  9. Adoro uma boa comédia clichê, não vi esse filme, mas o nome me chama muita a atenção, gostei da sua resenha e fiquei com muita vontade de assistir. O livro que foi inspiração para o filme foi lançado no Brasil? Fiquei curiosa...

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claris, assista mesmo. O livro veio para o Brasil sim =)

      Excluir
  10. Oie
    Gosto muito de filmes como este, acho que ainda não assisti. Pelo que vi tem varios atores que eu curto, vou logo ver um tempinho para assistir. Adorei seus comentários sobre.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Nessa, assista mesmo! Vá rir, garota.

      Bjux.

      Excluir
  11. Nunca assistir esse filme :( quero assistir :D
    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Diego! Não acredito que você é da Bahia! Eu também, bate aqui
    haha!
    Eu já assisti esse filme e amei. Me identifiquei em algumas partes, é realmente interessante. Já gosto de filmes que retratam os relacionamentos de uma maneira mais descontraída!

    Obrigada por seguir lá o blog fiquei muito feliz <3,
    Seguindo o seu cantinho também.
    Beijos,
    http://queremosmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora! Pois é, menina... Somos da terrinha linda!
      O filme é ótimo, né? (rs.).

      Não do que agradecer.
      Bjux.

      Excluir
  13. Oi :D
    Nunca assisti o filme, acredita?
    Mas deu vontade de parar agora de visitar blog e ir ver haha
    Bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jess minha filha vá assistir e você vai rir muito!
      Bjinhos.

      Excluir
  14. EU TAVA VENDO ESSE FILME HOJE, DI! Meu pai do céu. Somos muito parecidos em gostos. AHAHAH Amei, amei, amei. <3 Instante retrô sempre me agrada! Não pare nunca. :)
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveríamos marcar um final de semana pra fazer maratonas de filmes de comédia romântica quando eu for a Recife, viu!
      Acho digno!

      Excluir
  15. Ainda não assisti a este filme, mas confesso que fiquei com vontade. Romance não é a minha temática preferida em filmes, mas quando há humor e um pouco de relações humanas ou crítica a estas, a narrativa termina me seduzindo. Gostei de sua análise e vou ver pra conferir. Um super beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ilma!
      Assista, minha linda. Plis!!!
      Depois me conte tudo o que achou.

      Excluir
  16. Di,

    Como eu amo esse filme. Choro o Nilo todinho! "Você é minha exceção."
    Assistir por causa do elenco e acabou entrando na minha lista de favoritos. Gigi sou eu na vida! hahahaha

    Beijos!

    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cintia!
      Ahhhh a gente ri e chora, né?
      Amo!

      Bjux.

      Excluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"