Olá!
Tudo bem com vocês?! E as leituras estão em ordem? Espero que estejam lendo livros incríveis porque eu não paro. Já comecei o ano lendo coisas ótimas, me dando super bem com as leituras e como hoje é quarta-feira (dia de resenha no blog) eu conto para vocês um pouquinho de A menina submersa, de Caitlín R. Kiernan, e o que achei do livro.


A Menina submersa foi a segunda história de fantasmas que li esse ano. A primeira narrativa, uma história bem colorida e doce; a que trago para vocês hoje é totalmente o contrário da anterior: ela é sombria, melancólica, confusa, cheia de elementos dos filmes de assombração. No entanto, engana-se quem pensa que a história dos fantasmas de India Morgan Phelps – ou Imp, como é conhecida – é assustadora, tensa e arrepiante. Eu imaginava que fosse, mas não é.
Imp foi diagnosticada com um sério problema psiquiátrico. Assim como sua mãe e sua avó ela sofre de esquizofrenia e tem acompanhamento psicológico, além de tornar remédios para controlar seus “ataques”. Depois que as duas mulheres de sua vida morreram a garota passou a morar só e dividir seus dias entre a consulta com a psicóloga, o emprego, sua pintura e a escrita. Há algum tempo está escrevendo uma história sobre fantasmas e essa necessidade de narrar os acontecimentos surgiu na infância, depois de uma visita ao museu com sua mãe, quando conheceu o quadro intitulado “A menina submersa”, de Phillip George Saltonstall, pelo qual a menina cresceu fascinada. Suas histórias não contam com uma ordem cronológica, nem tem ordem exata de narração: India simplesmente as escreve tentando resgatar todas as lembranças que tem de seus fantasmas nas folhas de papel – ela pode estar contando sobre o agora, mas, do nada, lembrar-se do que aconteceu ontem e escrever isso, mesmo que não tenho nada a ver com o que estava sendo dito anteriormente. São lembranças que ela não sabe se são reais ou apenas imaginárias.

O livro foi lançado aqui no Brasil, em 2014, pela Editora Darkside (editora famosa pelas suas edições maravilhosas e seus livros do gênero terror) e apresenta uma narrativa extremamente intrigante e confusa. Um verdadeiro conto de fadas mergulhado na melancolia, na escuridão e na mente de uma garota que tem o psicológico abalado, com um problema crescente. Longe de ser aterrorizante, A menina submersa é assustador apenas do ponto de vista emocional, em que os fantasmas são aqueles que habitam em nós, como as lembranças que arranham, perturbam e nos levam ao fundo do poço. Boa parte do livro me levou a crer que esse fantasma é uma metáfora das más lembranças, de situações vivenciadas pela personagem – a morte da mãe e da avó, ambas com o mesmo problema - , até me deparar com uma garota que é levada para fora de uma pintura para a realidade duvidosa da personagem.

Aqui temos uma história dentro de outra história, uma metalinguagem carregada de elementos sombrios das grandes obras de terror, seja em filmes ou livros (como a presença de um lago, um fantasma habitando um lugar, líbelulas, aparições, lendas, entre outras coisas), e representa uma novidade porque não é uma narrativa comum. A autora apostou na escrita desregrada, deixou a mente da personagem correr solta e nos levar junto.


Essa narrativa “desorganizada” e livre de qualquer regra tradicional de escrita é algo que, ao mesmo tempo que impressiona pela ousadia, faz o leitor estranhar. Tal característica de “desordem”, atrelada às diversas referências que o texto traz, como a dos clássicos de Alice, de Lewis Carroll, além dos contos de fadas e homenagens a autores como Virginia Woolf e Shakespeare, faz da história um leque de informações. Essas várias informações misturadas à mente de uma garota que não consegue discernir o real do ilusório acaba causando uma confusão na mente do leitor também e essa confusão resulta num cansaço, que em dado momento faz com que a leitura fique arrastada. Em vários momentos desejei que a história acabasse logo.
Quer mais um pouco de confusão? Basta você entender que a pessoa que narra é a própria Imp, sendo assim um narrador em primeira pessoa. Porém, em determinados momentos, a personagem fala dela mesma em terceira pessoa.

Em suma, apesar de toda confusão, de ser uma leitura nada fácil e densa, a narrativa de Caitlín Kiernan ganha destaque e mérito pela originalidade e por fazer a diferença em meio a tantas narrativas repetitivas e comuns. Ao final do livro você irá se perguntar se realmente entendeu a história, mas me parece que a intenção é justamente essa, deixar o sentido correr solto. “Não é o que vemos. É o que nos deixam para imaginar. Essa é a genialidade de ‘A Menina Submersa’.”

Leiam, leiam, leiam! E voltem para me contar a sensação que a leitura causou em vocês.
Nos vemos logo, logo!


Bjux,
Diih

34 comentários:

  1. Esse livro parece ser bem... intrigante. A história é bem "conto de terror" e, pelo o que você disse, a narrativa é bem diferente dos livros "comuns", característica a qual pode vir a ser um elemento ímpar para prender (ou não) a atenção do leitor.
    Ótima resenha!
    Beijos,
    Luana Agra - Blog Sector 12 - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana!
      Realmente é muito intrigante. Pode ser cansativo, às vezes, mas o que você leva para a vida depois que termina de ler vale muito a pena.

      Bjão.

      Excluir
  2. Oie...
    Não curto muito histórias de fantasmas, mas, achei essa bem interessante! Ainda mais com toda essa sua recomendação:)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diane! Esse é um tipo de leitura diferente para mim também, viu! Mas gostei muito da experiência.
      Espero que dê uma chance para ele também.

      Bjux.

      Excluir
  3. Olá!
    Tinha muita vontade de ler esse livro, mas tenho praticamente certeza de que não irei gostar. Não curto esse tipo de narrativa e finais em aberto :(
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalita!
      Talvez você encontre a sua resposta e o final não fique tão aberto.
      Mas é um livro complexo e apesar disso vale a pena.

      Bjão.

      Excluir
  4. Di, que trama confusa! kkk
    Comprei este livro a 1 ano atrás por ter me apaixonado pela edição (sou dessas) e até hoje está encostadinho na minha estante sem ser lido (vergonha).
    Medo de achar irritante esta confusão toda e acabar não gostando viu...
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alicinha, minha filha, leia! Apesar da confusão vale a pena, você vai refletir muito e aprender muito também. E realmente a Edição... Meu Deus! Maravilhosa!

      Bjux.

      Excluir
  5. Oi, Di! Tudo bem? Às vezes eu curto uma certa originalidade nas tramas dos livros que procuro para ler, mas algo me diz que ia ficar muuuuuuuuito confuso ao ler "A Menina Submersa" e isso não é nada legal. Adorei a resenha! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo assim insisto que você leia (rs.). Vale a pena tentar ao menos.

      Abraço.

      Excluir
  6. Oi Di!!
    Essa edição é maravilhosa e já nos desperta a vontade de comprar apenas por sua beleza. Já li algumas resenhas sobre esse livro e a maioria fala sobre essa narrativa peculiar o que a torna um pouco mais difícil.
    Tenho curiosidade em ler esta obra e saber que ela não é aterrorizante me agradou. Acho que então só preciso me preparar para o terror emocional, certo?
    Beijos e parabéns pela resenha :)

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Bah! Os fantasmas que habitam nossas lembranças costumam ser os piores. E acho que é isso que acontece com a personagem.

      Bjão.

      Excluir
  7. Achei esse livro bem peculiar, acho interessantes livros assim. Autores que trazem propostas diferentes para seus livros é sempre bom dar uma conferida e ver como ele é, e esse realmente parece ser um ótimo livro!

    Beijos
    http://www.maisdocequemell.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Mellanie! Concordo com vc. Gostei muito da experiência.
      Espero que leia.

      Bjão.

      Excluir
  8. Oi...
    Olha eu de novo no post!
    Desta vez estou passando pra dizer que te indiquei numa tag lá no blog. Procure por tag glam cinderella.
    Beijos e espero que goste.

    coisasdediane.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana eu fui lá, li e adorei ser indicado. Amo a Cinderela, então pode esperar que responderei sim.

      Bjão.

      Excluir
  9. Oi, meu rei 👑

    Só faltou falar a parte mais importante: quem te deu o livro! hahahaha
    Aquele da que vc tirou foto do quanto faltava para o final do livro eu pude perceber, apenas por um pedacinho, a complexidade da narrativa.
    Quero muito esse livro pq essa edição é linda, mas já posso pressentir que não vou curtir muito essa confusão! Hahahahaha

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tami, sua linda! Obrigado pelo presente. (rs.).
      Espero que dê uma chance a leitura, viu. Mesmo com essa narrativa, às vezes confusa, você pode se surpreender.

      Bjux.

      Excluir
  10. Me ganhou com essa resenha, ahhhhh!! Eu tava procurando histórias de fantasmas por causa do novo tema do blog e tal... acho que essa vai ser uma boa. Não sei se vou curtir essa confusão toda, mas parece-me ser bem "senta aqui e vamos pensar sobre isso"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem, entendeu a alma do negócio. O livro é bem "senta aqui e vamos pensar sobre isso" mesmo!

      Excluir
  11. Esse livro sempre me chamou atenção por causa da capa e tinha curiosidade pra ler,mas sempre deixava pra depois, acho que agora com sua resenha eu tome vergonha na cara e leia kkkkk, e eu também sou de Salvador :)
    Estou seguindo o blog e espero sua visita,beijos!
    http://saboreandoasestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana!
      Q legal que você é daqui de Salvador!
      Estou te seguindo também. Espero que leia o livro.
      Bjão.

      Excluir
  12. Olá,
    Eu recebi esse livro da editora há dois anos atrás, comecei a ler e achei a atmosfera dele muito carregada, nem consegui terminar de ler, sabe? Existem leituras que mexem conosco negativamente. Mas gostei das fotos.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Diego,
    Adorei sua resenha! Confesso que esse não é meu gênero favorito, masssssssss essa edição é linda demais né?!
    <3

    Um beeeeijo!
    Paloma
    surewehaveablog.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paloma!
      É uma edição linda mesmo, né?
      Estou começando a ler esse gênero agora e me surpreendi.

      Bjão.

      Excluir
  14. Oi Diego,
    Adorei a sua resenha! Parabéns!
    Estou com vontade de ler esse livro a muito tempo, mais sempre acabo comprando outro no lugar :(
    Depois que li a resenha fiquei com mais vontade de ler e vi que tenho que comprar o livro o mais rápido possível! Amo a capa dele.
    Beijos ♥

    Livros Para o Chá

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Não conhecia livros assim, com essa desordem e com toda certeza eu iria estranhar!
    A capa do livro do livro é sensacional! Achei linda.
    E sobre o que você disse: "Espero que estejam lendo livros incríveis", eu estou sim! Estou lendo Orgulho e Preconceito.

    Beijão e boa semana.
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  16. Olá
    Eu amei sua resenha! Já conhecia esse livro, mas nunca procurei saber mais sobre ele.
    Beijos !
    http://focadasnoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu tenho muita vontade de ler esse livro, a história parece ser super envolvente, e a edição dele é ainda mais instigante.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  18. Quero taaaaaanto ler esse livro. Mas e essa lista interminável de leitura? Complica tudo.
    O livro parece ser incrível, já estou apaixonado. As edições da Darkside só fazem piorar a situação. Tem coisa mais linda?
    Referências, referências ♥ já quero passá-lo na frente de vários
    www.oclubedameianoite.com

    ResponderExcluir
  19. Oi eu gostei de saber sua opinião, não soube o livro.
    Eu o sigo, você também me seguiria?.
    Um abraço ^^

    ResponderExcluir
  20. Oi Di, tudo bem?
    Não posso negar que esse livro me chama muito a atenção por essa capa e diagramação linda.
    Achei muito interessante o fato da garota possuir esquizofrenia, porém toda essa narrativa me deixaria confusa e eu tenho certeza que abandonaria o livro nas primeiras páginas. Infelizmente não tenho paciência para livros assim :/
    Enfim, adorei sua resenha!
    Beijos, http://lendocomabianca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá, Dih!
    Há tempos esse livro está na minha wishlist. Essa edição "cinza" é a mais linda em minha opinião *-* Amei sua resenha e saber que realmente vale a pena ler esse livro intenso! Amei!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"