Apesar de não mais postar poesias aqui no blog nem escrevê-las (perdi o hábito, que inicialmente preenchia o Vida & Letras) a poesia de Fernando Pessoa nunca deixou de fazer parte dos meus dias. Acredito que por ser fã do modo como o poeta escreve, bem como suas ideias nunca deixo de ler e me encantar com seus escritos.

♥Olá, gente!

Quem me conhece sabe do meu amor por Fernando Pessoa e o quanto busco sempre ler alguma poesia e me inspirar com ela. Mesmo perdendo o gosto que eu tinha de ler poesias, as do Pessoa permanecem no lugar privilegiado de sempre em minha vida.

Fernando Pessoa é conhecido por ser o poeta dos heterônimos, aquele que traz em si vários poetas com personalidades bem traçadas e uma vida inteira criada para cada um. É o desdobramento do eu do poeta, digamos, e dentre os personagens criados os mais famosos são Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro. Pessoa também já escreveu um romance, intitulado O MARINHEIRO, - já escrevi sobre ele aqui no Blog |LEIA| - que revela a influência dramática de Shakespeare na criação pessoana. Mas na postagem de hoje quero contar para vocês um pouco sobre um livro inédito de poesias do Nandinho, que ganhei de um querido amigo Portugues, e só agora senti a necessidade de escrever sobre ele.  

***
Novas Poesias Inéditas de Fernando Pessoa é uma obra que faz parte da série “Obras Completas de Fernando Pessoa”, publicado pelo Grupo Editorial Nova Ática, uma grande editora Portuguesa, em 2006. Como o título já diz o livro traz poesias inéditas ainda sem título, somente com data, mês e ano, certamente porque ainda eram apenas rascunhos.

Apesar de ter lido poesias encantadoras, os escritos não conseguem superar outras poesias trabalhadas e divulgadas em livros, tanto do próprio “Eu” Pessoa, quanto dos seus heterônimos. Não são nem de longe os melhores versos do poeta ou tão fortes para tornarem-se famosos como os que já conhecemos. É fato! No entanto, isso também prova o quanto ele realmente era incrível e um autor completo. Isso se justifica pelo fato de que ainda que as novas poesias não superem as que foram publicadas, elas possuem um conteúdo riquíssimo, que desperta o leitor e faz com que ele se identifique em cada linha e alimenta a alma de cada eu que existe dentro de si.

Talvez estivessem guardadas, esperando para serem mais bem trabalhadas antes de publicadas ou realmente eram poesias pessoais demais para serem apresentadas ao público leitor. Seja como for, a personalidade do Pessoa está desenhada nas páginas do livro sem exageradas edições que possam comprometer a originalidade do que foi escrito. Infelizmente esse livro não é vendido aqui no Brasil e está escrito no português de Portugal, porém você consegue fazer a leitura facilmente.  
Vou deixar para vocês uma das poesias que mais gosto e que está no livro. Foi escrito no dia 26 de agosto de 1930, sem título.
Tenho pena e não respondo.
Mas não tenho culpa enfim
De que em mim não correspondo
Ao outro que amaste em mim

Cada um é muita gente
Para mim sou quem me penso,
Para outros – cada um sente
O que julga, e é um erro imenso.

Ah, deixem-me sossegar.
Nem me sonhem nem me outrem.
Se eu não me quero encontrar,
Quererei que outros me encontrem?

Declaro-me mais uma vez um louco apaixonado pelo Pessoa. Amo a melancolia e o drama nas suas poesias, assim como toda a sabedoria e inteligência para criar personagens tão inspiradores. Mas e você? Conte-me também sobre sua experiência com a poesia e o Fernando Pessoa. Vou adorar saber.

Encontro com vocês logo, logo.
Bjux do Diih.


12 comentários:

  1. Olá!
    Só um gênio mesmo para criar tudo isso... o meu heterônimo favorito é com certeza Ricardo Reis.

    Abraços
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um gênio realmente! Você disse tudo.
      Bjux.

      Excluir
  2. Oie
    Eu adoro poesias. Já li um livro deste autor, e foi lindo! Pretendo ler outros, curto muito o gênero.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu leio poucas poesias hoje em dia, mas Fernando Pessoa é essencial.

      Bjux.

      Excluir
  3. Olá! Não conhecia o livro, mas se tratando do Fernando Pessoa já me bateu a vontade urgente de conhecer! Adorei!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Amo poesias de Fernando são amores demais, li umas dele em e-book e sou apaixonado! quando tiver tempo e dinheiro irei na nobel da minha cidade ver se compro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ler Fernando Pessoa é essencial!
      Faz bem, Thur.
      Abraço.

      Excluir
  5. O que falar de Fernando Pessoa, sinceramente? Até hoje me lembro de quando ainda estava no ensino médio e conversava sobre poesia com meu professor de literatura (uma pessoa que considero tanto que hoje é como um amigo e, apesar de conversarmos pouco, volta e meia ainda rola um "o que andou lendo?" haha). Pessoa é um autor genial e eu também compartilho de um enorme carinho pelas obras dele, e dentre os heterônimos dele, sempre gostei muito de Álvaro de Campos <3. Fiquei com muita vontade de voltar a ler poesia, MUITO OBRIGADA, VIU DIEGO? HAHAHAHA. E estou sentindo que vou ter que encontrar esse livro, haha.

    the blue blog | hels

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helsssssss encontre esse livro e se apaixone mais! Leia o Marinheiro também!

      Bjux.

      Excluir
  6. Oi, Di! Tudo bem? Cara, eu morro de vontade de conhecer os versos de Fernando Pessoa e esse livro parece ser ótimo! Adorei o post! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então leia, são escritos apaixonantes.
      Abraço.

      Excluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"