Oi, gente querida!
Estamos chegando a mais um final de ano e nada melhor do que terminar um ciclo e começar um novo ano com bons sentimentos. E é literalmente tomado por um sentimento maravilhoso que escrevo sobre o livro “Eu Te Darei o Sol”, da autora de “O céu está em todo lugar” (The Sky is everywhere), Jandy Nelson, publicado este ano pela Editora Novo Conceito.

| LEIA a resenha de “O céu está em todo lugar” |


***
Noah e Jude estão a todo tempo disputando a atenção dos pais, do garoto da casa ao lado, o olhar dos grandes profissionais da melhor escola de arte da Califórnia. Mesmo assim, são tomados por um amor incondicional que os une. No entanto, um acontecimento fatal acaba separando os irmãos, que agora seguem caminhos distintos, cada um carregando dentro de si segredos desconcertantes, nunca confiados a alguém. Mas o que eles escondem? Será que Jude e Noah vão conseguir estudar no colégio de arte? Quais mal-entendidos provocaram a desunião dos dois?

“Porque todos nós estamos quebrados. (...) Eu estou. O mundo inteiro está. Tentamos fazer nosso melhor e é isso o que acontece, repetidamente.”

Narrado sob o ponto de vista de cada personagem em tempos diferentes, Eu Te Darei o Sol é um livro tocante sobre amor, união, amizade e perdão. O leitor conhece Noah, um garoto talentoso e doce, que está sempre ao lado da mãe e que ainda não aceita a verdade sobre si mesmo. Amante da pintura, Noah deseja desde muito cedo fazer parte da grande escola de arte do seu estado, sofre com o bullying e num determinado momento se apaixona pelo novo morador da vizinhança. Jude por sua vez representa uma personalidade mais rebelde inicialmente, tem um apego maior ao pai e carrega consigo uma bíblia escrita por sua avó, uma senhora supersticiosa – assim como ela mesma – que chama o Grande Poderoso de Clark Gable. A garota também vai se inscrever para estudar na escola de arte e vai se apaixonar por um garoto misterioso.

Os personagens principais certamente foram criados com muito cuidado, de modo que a personalidade de cada um é bem traçada a ponto de sabermos de longe quem é quem. Indo um pouco mais além dos personagens e escrevendo sobre quem os criou, a autora sabe ser marcante, criando histórias distintas, mas deixando suas características facilmente identificáveis. Certamente você irá saber quando um texto for escrito por ela depois de ler suas histórias.

Eu te darei o sol representa o amadurecimento da escrita de Nelson, que se superou com a nova história ganhadora de alguns prêmios de melhor livro em 2014 e 2015 também. A autora é agente literária e também poetiza, o que justifica a linguagem poética que utiliza nos seus textos. Cada frase, cada diálogo lido apresenta ao leitor um sentimentalismo tocante, acompanhados de metáforas que faz do universo em que ela nos insere mais encantador.

“Fecho meus olhos e me mergulho nas cores. Abro-os e mergulho na luz porque bilhões e bilhões de baldes de luz são derramados sobre nossas cabeças.” Pág. 278

Quando comecei a ler o livro fiquei com receio dos longos capítulos e da narrativa intercalada. Me incomoda ler capítulos longos demais e não confio tanto nas narrativas contadas em tempos diferentes, por personagens diferentes. As poucas que li representaram decepção porque acabaram se perdendo e deixando perguntas sem respostas. Porém, tenho uma ótima notícia: a leitura não só flui bem, como coloca você em meio a emoções fortes, desejando abraçar os personagens, desejando que eles sejam reais. Um misto de emoção: satisfação, euforia e muita graça. Um desejo de que a história não tenha fim. 

Outra coisa importante que você deve saber sobre a história é que ela não é o retrato do amor romântico entre um homem e uma mulher, um homem com outro homem ou de uma mulher com outra mulher. Claro que existe o romance dos casais apaixonados, porém, o foco maior está no amor família, aquele amor cúmplice e incondicional entre dois irmãos. O amor que não importa o que aconteça ele vai estar sempre ali pronto para acolher e perdoar. 

Em suma, Eu Te Darei O Sol é uma verdadeira obra de arte, esculpida com todo cuidado e com muito amor. O livro mais emocionante que li esse ano, que me tocou profundamente e me fez questionar meu universo particular. É uma história para toda a família, para os amantes da arte, para todas as pessoas que gostam de um texto bem escrito e ‘desconcertante’.  Um verdadeiro presente ao Leitor. 


“- Em troca do sol, estrelas, oceanos e todas as árvores, prometo que vou pensar no assunto – digo, sabendo que ela jamais concordará. Jude sabe muito bem como prezo o sol e as árvores. Nós dividimos o mundo desde os cinco anos. Estou vencendo no momento; a dominação do Universo está ao meu alcance pela primeira vez.
(...)
- Certo - diz ela. - Árvores, estrelas, oceanos. Tudo bem.
- E o sol, Jude.
- Ah, claro. – diz ela surpreendendo-me completamente. – Eu te darei o sol.”
Um beijo a todos e que o próximo seja de muito “SOL” e muita LUZ na vida de cada um de vocês. Feliz 2016!
Bjux, Diih ♥.

18 comentários:

  1. Que resenha gostosa de ler <3 Acho que não tem como chegar aqui e não quere ler o livro. Eu já estava louca para ler esse livro, agora que quero mesmo haha! Não me importa se será a última leitura de 2016, mas eu lerei esse ano!
    Um ano muito iluminado para você, Menino Di <3
    http://apenasumaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, sabe aquela história de ''Não julgue um livro pela capa?'', então, não funciona comigo, haha. Quando comecei a ler o post, já amei a capa, o que me deu vontade de ler a resenha. Li e amei. Adorei seu blog!
    Abraços,
    Do it like Anna

    ResponderExcluir
  3. Oi Diih (Já tô todo íntimo aqui)
    Da última vez que passei por aqui tive a certeza que nunca concordaríamos sobre livros, já que nossos gostos são extremamente diferentes. Mas aí chego e te vejo falando de um dos melhores livros que li em 2015 e vi que não somos tão opostos assim.
    E vejo que é exatamente isso que esse livro faz, aproxima as pessoas, despeja arte a amor no mundo, pega até as pedras que algumas pessoas (o/) tem no lugar do coração e as faz pulsarem, ele nos torna mais humanos, mais vivos, é um livro que deveria ser lido por todos. O material ideal para se passar nas escolas com o intuito de instruir as crianças sobre a diversidade sexual (não aquelas cartilhas pornográficas que o governo fez)
    Como você disse, é uma obra de arte!

    Tudo de bom pra ti nesse novo ano carinha!
    Grande abraço!!!

    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
  4. Oi, meu rei, tudo bem?

    Eu já havia lidos algumas resenhas na época que o livro foi lançado, mas não lembro de nenhuma ter sido tão tocante como a sua.
    É nítido que você adorou o livro e senti seus sentimentos nas suas palavras.
    Eu não sou muito fã dessa capa, prefiro a original, mas agora sinto que realmente sei mais da história e fiquei com vontade de conhecer Noah e Jude! ♥

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não acredito que. durante esse tempo todo, tive várias oportunidades de efetuar a leitura mas não o fiz. Me encantei pela premissa do livro, e preciso conhecer a história de Noah e Jude! Adorei a resenha, bjss.
    E um feliz 2016 ❤️
    Menina da Livraria


    ResponderExcluir
  6. Oiii!

    Como é bom começar o dia com resenhas assim *-*
    Eu ainda não tinha lido ainda esse livro e tenho curiosidade com essa escrita e acho que os temas são fascinantes, quando bem trabalhado ganham o mundo.
    Sua resenha está ótima em muito bem trabalhada, me deixou com muita vontade de ler a obra.

    (só acho que você confundiu os titulos na frase antes da foto)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Menino Diego que resenha incrível.
    Eu tinha muita curiosidade sobre esse livro, mas agora eu tenho certeza de que quero muuito ler!

    Que 2016 seja um ano cheio de amor e coisas boas pra ti!
    Um beijo,
    Paloma
    surewehaveablog.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Diego!
    É a primeira vez que passo por aqui, e já percebi que temos signos em comum! heheh
    Adorei o blog e a resenha!

    Abraços!
    entretermos.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Dinho!!
    Me lembro quando a NC lançou o livro e fiquei super curiosa para conferir a história.Agora, meses depois a curiosidade voltou com a sua resenha.
    Gostei muito de saber que é uma história que trata do amor familiar, gosto muito desse tipo de tema.
    Ah, e amei as fotos! (como sempre hehe)
    Amei sua resenha! Um 2016 incrível e com muita luz <3
    Bjs!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. OI Diego
    Estou louca para ler este livro, pois li outro livro da autora que ameii.Estou bem curiosa.
    Também não curto capítulos longos, mas que bom que neste livro a leitura flui. Aiiiiiiiii, quero ler.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Di!!
    Que resenha tocante. Eu já li ótimos comentários sobre esse livro, mas sua empolgação em falar sobre o livro me deixou animada e com muito vontade de ler!!
    Parabéns pela resenha!! :)
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Hey!

    Eu já tinha visto as pessoas promovendo esse livro, mas ainda não conhecia a estória.
    Eu curto muito livros que falam de irmãos e esses dramas adolescentes.
    Amei a estória, leria sim!
    E também gostei do fato de a arte ser uma parte do tema do livro!

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu me apaixonei por esta capa e o título me chamou a atenção, já estava decidida a comprar o livro. Esta é a primeira resenha que leio dele, e só me deixou com mais vontade de ler. Sua resenha ficou linda, pela forma como você falou do livro dá pra ver que ele mexeu bastante com você. Espero que seja assim comigo também!
    Beijos!
    http://eusuponho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Estou retornando ao meu blog, com uma saudade imensa de tanta gente querida que encontrei por aqui!
    To sinalizando que to viva kkkk
    se puder passar lá
    asoonhadora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, Dih <3
    Menino que resenha maravilhosa foi essa? Ainda estou em choque haha Desde o lançamento esse livro está na minha lista e espero lê-lo logo! Pelo visto vale muito a pena ler e possui grandes lições. Além de ser muito bem escrito! Amei!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, Di! Tudo bem? Fico impressionado com o fato de TODO MUNDO gostar desse livro! Preciso lê-lo logo para ver se vou concordar com todo mundo. Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Di! Olha quem está por aqui de novo! Siiiiim...
    E olha que vou te dizer que eu sinto (tenho certeza, na verdade!) que tenho que ler esse livro. Já tem uns dois ou três livros que li, nos quais os personagens fazem referências à trechos e personagens de Eu te darei o Sol. Acho que é o meu próprio círculo de leituras me encaminhando para essa.
    De qualquer maneira, que resenha linda. Amei e olha que se eu tenho realmente a intenção de leitura do livro eu dou uma lida rápida, mas nessa me demorei, queria saber o que você tinha a dizer! Amei, amei e amei e acho que vou amar o livro.
    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice?

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"