, Olá!
Tudo bem pessoas?! A semana está apenas começando – a última do ano, meu Deus! - e com ela trago uma postagem leve, para saber o que vocês acham das capas de alguns livros de sucesso e discutir um pouco sobre isso.


Algumas editoras quando lançam um livro internacional no seu país, tendem a modificar a capa original e criar uma arte especial – não me perguntem o porquê, não saberei responder – para o nosso amigo. No entanto, raramente a capa original é mantida (Ok. Está todo mundo cansado de saber o óbvio). Pensando nisso resolvi listar algumas capas de livros publicadas aqui no Brasil com uma capa internacional.

Esta ou aquela? Eis a questão


Eu adoro a capa original desse livro assim como tenho a Novo Conceito como uma das minhas editoras favoritas. Porém, dessa vez a editora não acertou. Decidiu apostar numa capa com um casal num clima romântico, com a torre Eiffel como plano de fundo, mas isso resultou numa capa tosca, sem graça. Se não fosse a história – que eu amo, por sinal – estaria tudo perdido. Vocês gostam da capa Brasileira?


O título original do livro, traduzido para nossa língua, seria “Garota de Ninguém”, no entanto a editora Galera nos presenteou não só com uma capa realmente linda, mas com um título melhor parta a história. Sinceramente a capa estrangeira não está com nada. O título também não me diz muita coisa.  O que vocês acham? Quem já leu? 

|Leia a Resenha AQUI|


Um dos livros mais comentados e queridos do público, eleito o melhor YA no Goodreads. Recebi indicações e mais indicações calorosas para ler a história escrita por Jennifer Niven, comecei e ainda não cheguei ao fim. Mas, assim como os demais livros, a capa mudou aqui no Brasil e apesar de gostar das duas capas, apesar da capa internacional utilizar desenhos que destaca o costume de um dos personagens, a Brasileira me conta mais e me permite uma leitura mais abrangente do enredo do livro. É a minha capa predileta. A Editora Seguinte brilhou na publicação dessa capa.


Ainda com a Editora Seguinte, Os Bons Segredos, da Sarah Dessen – o título original pode ser traduzido como Algo Sagrado? - foi uma das leituras que mais me empolgaram esse ano. Uma escrita leve, que prende o leitor. Uma história apaixonante, apesar das falhas. Sobre as capas eu fico encantado pelas duas: adorei a capa original, com aquele tom de noite, melancolia e o carrossel aceso. Mas a capa brasileira com toda aquela cor de esperança e o cavalo se livrando do que o prendia faz com que a capa represente melhor a história. Concordam? 

|Leia a Resenha AQUI|

 
Escrito por Jennifer Brown, Lista negra ou, ao pé da letra, Lista do ódio, é um livro muito pesado por se tratar de um assunto polêmico, em que as consequências podem ser desastrosas. A capa original é muito diferente da capa brasileira, mas é uma capa bonita. No entanto, mais uma vez escolho a capa nacional. Me atrai muito, tem mais a ver com a história e o título do livro. Também sou suspeito em falar: não gosto de capas com rosto estampado e amo capas desenhadas, principalmente quando a coisa parece feita a mão. A Gutenberg fez um trabalho lindo. Está de parabéns!


Um livro especial. () Uma das autoras que mais me emocionam com suas histórias e seus títulos poéticos e textos. Ele foi lançado pela Editora Novo Conceito, que fez uma capa muito linda, com uma edição maravilhosa! Eu tiro o chapéu e fico em dúvida sobre qual capa gosto mais. Sou suspeito para falar sobre esse livro.

|Leia a Resenha AQUI|


Eu não poderia comentar sobre O céu está em todo lugar e não citar Eu te darei o sol (). É da mesma autora e o livro segue a mesma linha emotiva que me toca profundamente. Assim como o tom poético está presente no livro anterior está também aqui. No Brasil a NC decidiu manter a versão da capa do Reino Unido, o que me deixa muito feliz, mas a capa americana (foto) não me atrai muito. A UK e a brasileira representa melhor a história. 

São tantos livros e tantas capas lindas, gente! Infelizmente não é possível postar todos aqui, mas vocês podem me contar o que acham sobre as capas, quais preferem também.

Um abraço e um carinho. Até mais!
A próxima postagem é sobre o livro “Eu te darei o sol”. Aguardem!
Bjux do Diih .

21 comentários:

  1. Oi, meu rei!

    Eu demorei um pouco para entender a capa da sua postagem como você pôde perceber lá no grupo! hahahaha
    As únicas capas nacionais que são, ao meu ver, melhores que as originais são a de Por Lugares Incríveis e de A Lista Negra. As outras poderiam ter ficado com a capa original mesmo, principalmente Eu te darei o sol, que você não gosta, mas eu gosto! hahahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  2. Oi Dinho!
    Primeiramente , quero dizer que amei a capa! (claro, depois de esclarecido no grupo porque fiquei boiando inicialmente rs).
    As capas de algumas obras as vezes me pergunto porque a capa mudou, mas normalmente nem conheço a capa original rs
    Como a de Anna e o beijo francês que está na minha wishlist a um tempo. Sempre achei a capa nacional uma graça, mas a internacional também é linda. Deviam fazer versões das duas capas quando são bonitas rs
    Amei a ideia do post!
    Bjs!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/
    Tá rolando promoção no blog: "Concurso Cultural: Sua vida, um conto de fadas" http://goo.gl/7xZSIS

    ResponderExcluir
  3. Oi...
    Que post legal!
    As capas nacionais de "Ana e o beijo francês", "Onde deixarei meu coração", "Por lugares incríveis" e "Os bons segredos" são bem mais bonitas que as estrangeiras. Já "O céu está em todo lugar" preferi a internacional :)

    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Todas as capas dessa lista, são legais, bonitas e etc.
    Mas uma capa que eu não 'engulo' é a de Ana e o beijo francês.
    Desculpa, mas, para mim, poucas capas com personagens estampados nelas ficam bonitas. E essa, não só a imagem mas também a fonte e a cor (da fonte) que eles usaram, são horríveis. Pelo menos, eu acho.
    A capa original é muito mais bonita.
    http://letrasfloresecores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Também prefiro a capa original de Ana e o beijo francês. Quanto a Por Lugares Incriveis (adoro esse livro!) não gosto muito de nenhuma das duas, mas prefiro a da Seguinte.
    Não li Os Bons Segredos, mas realmente, as capas representam coisas bem diferentes
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Diego! Adorei a capa do post ❤️. Como minha obrigação, não concordo quase com nada. Prefiro milhões de vezes a capa de ATBP em inglês, demorei muito pra começar a gostar dessa em português. Sou apaixonado, também, pela capa de Hate List em inglês (assim como a do Céu e a do Sol). Apesar dos apesares, ainda podemos ser amigos HAHAHAHA

    www.paginou.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ei, moço!
    Bem, acho que as editoras nacionais tem acertado em cheio nas edições que vem sendo publicadas nos dias de hoje. Óbvio que existem exceções, haha. Mas dá pra morrer de amores com editoras como Intrínseca, Aleph, Darkside, Companhia das Letras e por aí vai. Acho que as internacionais não tem a mesma preocupação com seu público. É de praxe encontrar capas sem sentido, algumas mal feitas, outras com rostos (que um público muito grande não gosta, diga-se de passagem). A mudança na tradução as vezes é essencial. The Mockingjay - O Tordo é um exemplo disso (ao menos eu não gostaria de ter um livro com esse nome, haha). Falei demais.
    Adorei a postagem ♥

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Amei o post, que legal ver as diferentes capas.
    Fiquei apavorada com a diferença das capas do livro "Onde deixarei meu coração".
    No geral sempre gosto mais das nossas capas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Todas bem diferentes né?

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  10. Oi Di, tudo bem?
    As capas estrangeiras geralmente não me agradam tanto assim, prefiro as brasileiras. E até que não acho a capa de Anna e o Beijo Francês tão ruim assim, até curto o fundo e o casal haha.
    Beijos, http://lendocomabianca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Não entendo como a capa do "Sol" é como a do "Sky", sendo que a do "Sky" foi totalmente reconstruída aqui, assim como a original do "Sun" não tem nada a ver com a do "Sky" rsrs (é pra ser confusa a observação mesmo; vc me conhece né rs). ENFIM <3

    Ainda não li o da Sarah mas, como pessoa idosa que sou rs, o título no original me lembra um filme famosão dos anos 80 chamado "Say Anything"; não sei se é uma referência para a autora mas esse 'trocadilho' com "Saint" parece bem interessante e eu fiquei curiosa de ler isso no original agora rsrs

    Bom, sorry o montante de devaneios por aqui, Dih <3 Sua amiga como sempre floodando com aleatoriedades né <3 rsrs

    Bjssss
    Mesmo sendo uma obra com 400 ressalvas pra mim, a capa de "All the bright places", assim com a história em si, possuem todo um sentido no idioma original, pois há certas sutilezas que nem sempre as traduções conseguem captar; ainda me emociono (confesso rs) com alguns trechos onde o Finch lida com os sentimentos de "Wonder" e "Wander"; taí algo que é como a saudade, não dá pra traduzir bonito rs

    ResponderExcluir
  12. Olá, adoro esse tag! aushas
    Ultima semana do ano, graças a Deus! ausha
    Tenho muita vontade de ler Eu te darei o sol, dizem que é ótimo. Ansiosa para a resenha!

    Sorteio de livro no blog, CORRE que logo encerra: http://goo.gl/i03FzM

    http://blogexplicita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Di! Tudo bem? Cara, adorei o post! <3 Acho que tirando as capas de "Anna e o beijo francês", "A Lista Negra" e "O Céu Está Em Todo Lugar" eu preferi somente as nacionais! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu prefiro as publicadas no Brasil, as capas são bem mais bonitas!

    Se puder visitar o meu blog.
    www.paginadaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Adorei o post, Di!
    Só discordei do teu gosto com as capas de "Os bons segredos", achei a capa original mais linda que a brasileira, porém, ainda não li o livro, então se a brasileira tem mais a ver com a história é bem bacana!
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Diego!
    Gosto de comparar capas tbm, hahaha.
    Pior que a de Anna e o beijo francês eu curto a brasileira! Só gostaria de ter curtido um pouco mais a história, não *amei*, rs.
    E arrasam tbm as capas brasileiras de Por lugares incríveis e Os bons segredos! *-*
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olááá!
    Primeiro: Que post legal!
    Segundo: MEU DEUSO tô impressionada em o quanto as capas originais são mais legais, exceto em algumas poucas exceções tipo a do Lista Negra.
    terceiro: os nomes mudam muito!!!!!!

    Mas em geral até que conseguem fazer umas capas bonitinhas aqui também, mas eu ainda fico muito triste porque a gente não tem uns livros com aquelas capas duras lindonas que os outros países geralmente tem.

    um beeeeeeijo!
    surewehaveablog.com.br

    ResponderExcluir
  18. A capa internacional do livro "O céu está em todo lugar" é parecida com a capa nacional do "Eu te darei o sol" ueheuehuehe

    Em geral compartilho das suas mesmas opiniões, só muda um pouco porque eu gostei da capa internacional do "A lista negra".

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  19. :) Olá, Sempre faço essas comparações entre as capas, geralmente as "originais" em inglês são as que mais curto.
    Quero muito a versão em inglês de Ana e o beijo francês e amo essa capa. Fiquei bem contente quando a intrínseca publicou Isla e o final feliz nessa versão.
    Curti muito o blog! Beijão.
    http://blogsolsticio.com/

    ResponderExcluir
  20. Heey, Diego!!
    Adorei o post, adoro essa coisa de capa vs capa haush
    Olha, vou ser bem sincero, somente as capas nacionais de Por Lugares Incríveis e Onde Deixarei Meu Coração são melhores que as gringas hahah
    Abraços!
    http://desbravando-o-infinito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Eu não gosto de nenhuma das capas de Eu te daria o Sol, apesar de morrer de vontade de ler o livro. Anna e o beijo francês possui uma capa nacional bem clichê, sem dúvidas, mas até que combina com a história. Já a de Por Lugares Incríveis eu prefiro a de fora, apesar de gostar da nacional.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"