Há momentos na vida em que devemos olhar para dentro da gente e questionar quem somos, o que somos, o que queremos. Todo mundo passa pela fase de descoberta, do primeiro amor, da primeira responsabilidade para chamar de sua. E para cada um existe o desafio de encarar seu momento de frente, com a cabeça erguida. É esse o dilema de Téo, personagem que dá vida ao livro que apresento para você.

***
 Um romance brilhante, cheio de cor e muita graça descreve inicialmente Fake, primeiro livro do autor Felipe Barenco. Ele escreveu uma história que aborda temas essenciais e que devem ser discutidos entre jovens, adultos e adolescentes. O primeiro amor, a escolha pelo curso na faculdade, o dilema da descoberta da sexualidade e da aceitação da família, além de esclarecer dúvidas sobre HIV, são assuntos que você vai encontrar no livro, que faz parte da literatura YA (Young adult). 

Teodoro Freitas, mais conhecido como Téo, é um adolescente calmo e romântico, que mora com os pais e o irmão no bairro de Engenho Novo, Rio de Janeiro. Filho mais velho de Dona Clarice e Sr. Mauro, acaba de descobrir que passou no curso de direito na faculdade Estadual do Rio de Janeiro e sente a felicidade explodir dentro do peito por ter sido aprovado. No entanto, apesar de feliz com o resultado, Téo entende que chegou a hora de aceitar sua sexualidade e encarar o medo de não ser aceito pela família, por ser homossexual. Além disso, o garoto conhece Davi, um rapaz extrovertido que veio de São Paulo estudar teatro, ‘acontecimento’  que vai mudar a vida do futuro estudante de direito de maneira dura, mas que ajudará em seu processo de amadurecimento como pessoa. Ao lado de Tiago, seu melhor amigo, sua tia Eleonora – o tipo de mulher descolada, livre e solteira que não se importa com nada e com uma mente abertíssima - e Guilherme um ‘colega’ de faculdade, Téo encontra forças para seguir em frente com um grande problema familiar, um amor ‘fake’ e uma escolha que pode mudar sua vida.

“Sentir-se desaprovado pela família não é um vazio muito fácil de administrar; tem que estar muito seguro de quem se é para suportar a falta dela. E ser gay vem no pacote do processo de descoberta. É uma luta interna para gente valente. Se você não for, sucumbirá.” – pág. 251

Barenco desenvolveu uma história digna de aplausos, com referências a grandes obras e autores especiais da nossa literatura. Escreveu sobre a homossexualidade e HIV de maneira generosa, apostando numa narrativa em primeira pessoa e uma linguagem humorística que não diminuiu a seriedade das problemáticas abordadas. Os personagens principais têm suas personalidades bem trabalhadas, os secundários dão conta de equilibrar os acontecimentos no enredo de Fake, embora em alguns momentos as situações vividas pelo casal problema da história pareçam bobas demais, enjoativas e ingênuas demais. Não trago esses pontos negativos como algo constante na história, mas eles existem. Em contrapartida, não diminuiu a beleza do texto.
 

O design da capa e a ilustração ficam por conta de Clara Gomes, enquanto a revisão é de Andrea Carvalho Stark, que fez um ótimo trabalho, deixando passar alguns poucos erros bobos. Todos os direitos da edição do livro são reservados à UMÔ – Usina de Criação. 

Sabe quando você entra em um ambiente e se sente tão à vontade, que parece que você já pertenceu ao lugar? É assim que me senti durante a leitura de Fake: em casa. As situações, os temas abordados e a maneira como foram tratados e os personagens tão familiares me fizeram sentir como se eu estivesse em meu próprio lar. Espero que você possa se juntar a ele também.

Você pode comprar o livro através do site: www.livrofake.com.br

Um Beijo com carinho,
Até mais!
Diih

23 comentários:

  1. Que fofo! Meu natal já começaria perfeito com um desses de presente <3 rsrs
    Amei sua resenha, e suas ilustrações são lindas :3
    Feliz natal, grande abraço...

    Fábio...
    http://comum-dois.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Fiquei com vontade de ler este livro, adorei o tema e parece ser bem interessante.
    Amei as fotos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Diego, eu tenho muita vontade de ler esse livro, acho ele bem interessante.
    Acho que a linguagem vai ser algo bem legal, dizem que é um pouco informal e contém muitos palavrões (haha).
    Adorei sua resenha!
    Beijão,

    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Hey, Diego, tudo bem? Que história interessante. Em 2016 quero muito conhecer novos autores e novas editoras. Amei esse livro e a sua resenha é muito bem feita.
    Parabéns!!!
    Desejo sucesso com o blog.

    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Di!
    Como tinha te dito, ganhei o livro no sorteio e to doido pra ler e conferir a trama, acho que por eu estar nessa mesma fase que o personagem a experiencia vai ser mais completa ainda.
    Espero gostar, adorei sua resenha!
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha. desde que vi essa capa pela primeira vez, já fiquei curioso sobre a história e já estou super interessado. Amei!

    ResponderExcluir
  7. Oie Di!
    Eu já tinha visto falar sobre livro (e acho que já vi ele em alguma livraria), mas não tinha me interessado muito, mas depois de ler sua resenha (que por sinal tá ótima), fiquei bastante interessado, já vou por ele na minha lista haha.

    Abraço!
    http://meumundoraay.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie...
    Não conhecia o livro e nem o autor, mas, ao ler sua resenha fiquei super curiosa para ler porque a premissa e o genero literário me atraiu bastante :)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Tão bom quando nos identificamos com um novo autor <3 Fico feliz por estar conhecendo mais de nossa literatura nacional e ao mesmo tempo compartilhando com os amigos do blog <3 Que no próximo ano sua caixa postal fique lotada de lançamentos e dicas legais!! Feliz Natal, Dih! E que 2016 seja muito especial!!
    Bjssss,
    Rebeca

    http://blogpapelpapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Di!
    Não conhecia o livro e nem o autor, mas achei a premissa bem interessante. E o livro parece ser bem fofo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi, Di! Tudo bem? A sua resenha ficou maravilhosa! <3 Adorei seus comentários e as suas fotos, que ficaram lindas. A premissa de "Fake" é bem bacana e saber que você gostou do livro me fez ficar interessado em lê-lo! :)

    Feliz natal!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Fiquei apaixonado pelo livro apenas com a sua resenha. Me obrigo a lê... amei o artigo. Http://falaele.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Diego amei a sua visita
    volte sempre tem post novo
    adorei sua resenha (te seguindo)
    Bjoo

    http://blogdaadilene.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. OLá, Diego.
    Primeiro quero dizer que a sua resenha ficou ótima. Eu já conhecia o livro e quero muito ler ele. A premissa me atrai muito e a capa é linda. Assim que der eu vou ler ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  15. OI Diego,
    Confesso que sua descrição de estar em 'casa', me conquistou.
    Uma leitura assim, tem que ser divulgada mesmo. Gostei bastante da resenha e não conhecia o livro. Quero ler já!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, Diego.
    Não conhecia "Fake", mas de cara fui conquistado por essa linda capa. Além disso, gostei muito do que li na sua resenha- ficou ótima.
    Fiquei super interessado no livro, pretendo conhecê-lo em breve ;)

    Boas festas,
    Tudo Online

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    Sempre que leio uma resenha de Fake, fico com vontade de ler a obra. Parece um livro bastante envolvente e com um temática tão necessária nos dias atuais.

    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Morri de vontade agora de ler esse livro, fiquei curiosa para ler como o autor descreveu esse contexto da homossexualidade. Amei demais sua resenha. Bjs e Feliz 2016!

    www.meninascristassantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Menino Di <3
    Que resenha perfeita! Esses quotes, esse seu sentimento quanto ao livro, tudo muito lindo *-*
    Também adorei o livro, esse romance tão gostoso de ser lido e com temáticas que precisam ser livres de todos os preconceitos <3
    Abraços!

    ResponderExcluir
  20. Oi Di,

    Não conhecia o livro, mas sua resenha me conquistou. Parece ser um livro maravilhoso e já add na minha lista.
    Beijos e boas festas,
    Cintia

    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, Diego, tudo bom? Tinha um tempinho que eu não comentava aqui, né? Enfim
    Eu amei a temática do livro, sério! adoro esse tipo de livro/filme, é importante que esses temas sejam abordados hoje em dia! Embora acho que não posso lê-lo pela minha idade :( Costumo evitar esse tipo de coisa.
    Um beijo!
    blogestrelasdepapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oie, Diego! Ha algum tempo eu li uma resenha bem negativa sobre este livro e fiquei preocupada, hoje fiquei meio em dúvida e confusa sobre o enredo. Acho que lerei mais algumas resenhas antes de procurar para compra. Beijinhos
    Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir
  23. Meu rei, essa é a primeira resenha de Fake que eu leio. A capa é linda demais e de extremo bom gosto, porém, sinto que eu não iria curtir tanto a história. Li um livro em meados desse ano onde os mesmos temas eram abordados e não foi uma leitura tão boa assim. Não que os temas não sejam importantes, mas o jeito como eles foram abordados deixou a desejar.
    Fake parece seguir o mesmo estilo, abordando tudo de forma leve...então dessa vez eu paço. Mas a resenha está ótima like always! ♥

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"