Esta foto é do meu arquivo pessoal e não pode 
ser usada para outras publicações. 
Diego França © 2015
 *.*.*
Olhando aqui de dentro é tudo tão claro que às vezes me doem as vistas. É tudo muito nítido e em cores igualmente trabalhadas e distribuídas que eu posso facilmente me locomover, mesmo que haja uma tentativa ousada de fechar os olhos e apagar as luzes. É tudo tão claro que mesmo com as luzes apagadas saberia o caminho de volta para minha cama. Conheço o que tem no chão, em que posso tropeçar; conheço o que está no meio e o que posso derrubar ou não.
Vejo um lustre enorme preso ao teto e as lâmpadas atreladas a ele também estão por lá: quentes, iluminadas, cada qual em seu lugar fazendo seu papel.
 Assim como toda a imagem clara do ambiente posso ver fotografias espalhadas pela casa em porta-retratos e em quadros presos nas paredes. Até consigo me ver claramente inerte, vestindo uma camiseta larga cobrindo todo o meu corpo, enquanto estou sentado de pernas cruzadas na cama. Chove lá fora. O único som que escuto aqui de dentro é o barulho da chuva forte batendo nos vidros da janela e no telhado da casa. É um barulho ensurdecedor. Incômodo. Não me deixa dormir um pouco mais. Sinto meus braços cansados. Eles doem agora. Parece que dormi um dia inteiro por cima deles, de olhos abertos, sob a luz e não percebi. Simplesmente não senti. Procuro. Olho para um lado e para outro. Essa claridade parece querer me cegar.
Um som. Escuto um som que vem lá de fora. Estrondoso. Acho que o teto vai desabar sobre mim. Um trovão. Sim, um trovão acima da minha cabeça acompanha a chuva e a ventania. Então, para de repente. Ora mais forte, ora mais calma. Um ritmo frenético, uma melodia que já não quero escutar. Parem! Eu não quero, não posso! Preciso dormir um pouco mais.
Me levanto da cama e piso o chão gelado. Parece que derreteram gelo aqui e todos os ossos que sustentam minha carne ameaçam se quebrar. Um passo, dois passos. Lentos, lentos... len... tos! Quase caio. Será que a claridade é muito forte, o suficiente para paralisar o meu corpo dessa maneira? Será que o frio é parte do plano?
Com muito esforço consigo chegar à janela que tanto desejei. Representa a liberdade da luz exagerada que me afetam as vistas. Eu queria estar ali na mesma janela onde costumo ver o horizonte. E assim acontece. Abro as cortinas, afasto os vidros e cadê? Não há horizonte. Parece que toda luz está aqui dentro. E lá fora já não há. Vejo um breu, a escuridão. É tudo o que vejo. Apenas o céu cinzento.
Onde está a claridade do horizonte que contemplo? Será que estou louco ou as cores são gris neste lugar? É tudo muito feio. Não quero! Não posso! Me deixem andar, soltem-me os braços. Quero correr! Você não percebe?!  Quero me livrar dessa visão apagada, desse nada que vejo aqui de dentro.
Preciso de forças, mas meus braços não conseguem fechar a janela que agora me abre um caminho terrível. Mesmo assim não desisto. Estou sem forças, porém sou mais forte que isso. Digo a mim mesmo: “vai, você consegue. Agora!”. Grito. Estou me afastando, correndo, estou fugindo de você, fugindo do meu passado, me distanciando desse breu para me banhar na claridade que existe dentro de mim. Corro em meio a gritos abafados e o caminho parece distante. Estou voltando de onde não deveria ter saído. Quero meus pés de volta a cama. Estou tentando alcançar a claridade outra vez.

Diego França © 2015 

38 comentários:

  1. Manooooooo que texto incrível !! É tão leve e intenso ao mesmo tempo. Tão bom de ler :3 Adoreiii *-*

    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Markus! Seus textos são tão incríveis que fico contente em ter um texto meu "aprovado" por vocês.

      Um abraço forte.
      =)

      Excluir
  2. Olá !
    Seu texto está divinamente bom ! Adorei a forma como você transmite seus sentimentos .
    Continue escrevendo , pois suas palavras são encantadoras :)

    Também estou te seguindo .
    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diane! Obrigado mesmo pelos elogios. Me sinto realizado em saber que minhas palavras conseguem encantar. Obrigado pelas palavras de força.

      Bjão.
      =)

      Excluir
  3. Nossa que texto lindo, você escreve muito bem parabéns , gostei muito do seu blog ><
    http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Geovana! Obrigado pela visita e pelo elogio. Volte mais vezes. Bjão,
      =)

      Excluir
  4. Oi, Diego! Tudo bem? Nossa, adorei o texto! Ele é muito intenso e instigante, adorei ler ele! E sua escrita é muito bacana, parabéns! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tony! Tudo bem comigo... =) Agradecido pelos elogios, fico contente que tenha gostado.
      Forte abraço, moço.
      =)

      Excluir
  5. Aí o Diego vem e POW arrasa no texto!

    Menino, que coisa mais linda! ♥ Como o Tony mesmo disse, é muito intenso! Você tem muito talento, de verdade! Não deixe de aproveitar o que você tem de melhor e nunca deixe que te falem o contrário!!!!!

    Ahhhh, viu que te marquei na TAG lá? Esqueci de te avisar, mas faz só se quiser, ok? O nome da TAG é "Frases de Mãe".

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamires, sua linda... mais uma vez obrigado pelo incentivo e pela força. Fico muito feliz em saber que gostou.

      Bjão.

      Excluir
  6. Admirado pelo o contexto da sua narrativa. Meus parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, moço! Obrigado! Volte sempre para ler mais. =)

      Excluir
  7. Uau! Você escreve muito bem! Parabéns!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Obrigado, LÊ. Bjão e sucesso lá no canal.

      Para quem quiser conhecer e acompanhar, o endereço do canal é:
      https://www.youtube.com/channel/UC6oC0ZyIaRaKM0LS2MSny2g

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Uau!!!
    É autoria sua ?
    Está de parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Noemy, tudo bom? Sim, o conto é de minha autoria. Obrigado pelos parabéns! Devo entender que você gostou então, certo? (rs.).
      Bjão!
      =)

      Excluir
  11. Diego, amei seu texto, é bastante poético e com muita sensibilidade. A foto que vc colocou também está linda, parabéns.
    Abç,
    Boo Nina
    http://www.rascunhocomcafe.com/2015/05/ate-voce-ser-minha-obsessao-pela.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi! Que bom que o conto agradou a você. Não sei escrever sem essa carga poética, faço questão sempre. Obrigado pelo elogio da foto, eu adoro ela. =)
      Bjão.

      Excluir
  12. Oi, tudo bem?
    Que texto incrível!
    Adorei. Você escreve muito bem.
    Parabéns.
    Beijos

    Construindo Estante || Curta a fan page
    Sorteio de caneca personalizada de A Culpa é das Estrelas. Participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana, tudo bom e com você? Obrigado pelo retorno, fico feliz que tenha gostado. Vou correndo participar dessa promoção, hein!? Bjão.

      Excluir
  13. Olá!
    Parabéns pelo texto, super intenso e incrível
    Você escreve super bem, quero ler mais textos seus
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tabatha, tudo bom? Eu amo escrever, com certeza postarei mais coisas minhas aqui. Obrigado pelos elogios e pela leitura. Bjão.
      =)

      Excluir
  14. Oi Oi!
    Devo concordar com o comentário do Markus, um texto leve e intenso. Sua escrita é muito gostosa de ler, parabéns!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lu! Obrigadão pela leitura, pelo elogio e pelos parabéns. Bjão, linda.
      =)

      Excluir
  15. Isso aí é a descrição de um sonho?!
    Acho que foi o que eu consegui absorver do texto, ou é um sonho, ou é morte. =x
    Muito bom o texto, só achei que em alguns momentos você dava uma escapulida, mas se achava. hahahah Ai fiquei confusa em alguns momentos, mas eu entendi a mensagem! :)
    Bjão
    http://www.trajetoaleatorio.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi SrtraSyn! Tud bom?
      Sobre o texto:
      Eu adoro trabalhar com o psicológico dos personagens e esse é mais um texto em que explorei isso. Portanto, suas leituras são válidas, já que é permitido essa leitura múltipla. A minha real intenção eu preciso não revelar. A 'escapulida' que você deu é parte da mente do personagem que está confusa, caótica, em relação a luz e a sombra. Porém, no final fica claro a escolha dela. Obrigado pela análise e pela leitura. Bjão!!
      =)

      Excluir
  16. Oi!
    Nossa adorei seu texto, muito bem escrito, tanto que li rapidinho. Parabens!.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, Gui! Postarei mais para ter sua leitura e sua visita também. Que bom que gostou, moço. Obrigado pelos elogios.

      Forte abraço.
      =)

      Excluir
  17. Oi!
    Acho que textos assim podem ter vários significados, ser interpretados de muitas formas. E eu gosto disso nele.
    Na verdade sempre me animo quando me deparo com textos assim, não sei tem algo de muito especial em ler uma coisa com tanto sentimento. Tanto de você no texto.

    Beijos
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raissa, tudo bem? Muito boa sua leitura. Eu gosto de trabalhar com o psicológico do personagem e acredito que esse é um dos elementos que permite essa várias possibilidades de interpretação. Fazendo sentido, passando uma boa mensagem e agraciando com uma boa leitura... a escrita vale a pena. Espero que tenha sido boa para você.

      Bjão, linda.

      Excluir
    2. Oi Raissa, tudo bem? Muito boa sua leitura. Eu gosto de trabalhar com o psicológico do personagem e acredito que esse é um dos elementos que permite essa várias possibilidades de interpretação. Fazendo sentido, passando uma boa mensagem e agraciando com uma boa leitura... a escrita vale a pena. Espero que tenha sido boa para você.

      Bjão, linda.

      Excluir
  18. Belíssimo texto. Emocionante!!!
    Você deveria escrever mais, e mais, e mais!
    :)

    Bjs *.*

    O que disse, Alice? - www.oquedissealice.com.br

    ResponderExcluir
  19. Ótimo! Texto com palavras leves mas intensas e sensíveis transmitindo com clareza a confusão do personagem e o desespero por alcançar o melhor pra si, para alcançar a luz. Fico feliz em ter tido a oportunidade de ler, espero ansiosamente pelos proximos!

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"