Clique e releia:
"Para ler a última parte do conto, sugiro que leiam escutando a canção 'Ruas de Outono' (dê play abaixo), interpretada por Ana Carolina como música de fundo e trilha sonora. Façamos o nosso próprio clipe musical. 


 

Meu coração desesperado gritava a procura de respostas e do não saber o que fazer fui caminhando até a casa dele. Na porta da frente um anúncio de aluguel indicava que a casa estava vazia; na história o vazio ocuparia um espaço no meu coração. Uma decepção que me arranha por dentro. Sem por que, sem um motivo exato o Victor foi embora e dele só restou aquela carta que não me mostrava pistas sobre o lugar para onde ele teria ido.
Hoje faz uma semana desde o dia em que o Victor me escreveu a carta de despedida, deixando um mistério profundo sobre nós e perguntas sem respostas para mim. Durante a minha caminhada de volta a quadra A, enquanto espalho palavras ao universo, o cansaço me toma por inteira, a tosse fica cada vez mais forte e o corpo enfraquecido aponta que não dá mais para ir muito longe. Eu paro pra colher uma rosa e por alguns minutos olho fixamente para o nada deixando meu pensamento ultrapassar qualquer lugar desse oceano, que separa países e linhas imaginárias, que apontam outra dimensão qualquer.
Não há nada que eu possa fazer nem um caminho certo que indique para onde ir. Só me resta esse lugar como certeza de mim e uma carta com uma interrogação eterna. Mais uma lágrima escorre do meu rosto enquanto leio outra vez as palavras - a primeira leitura desde a última sexta-feira - lamentando essa realidade tão real quanto o aroma da rosa que carrego na mão. Cheiro a antiga declaração de amor, beijo suas pétalas com ternura e percebo furar um dedo num espinho que me fez adormecer com uma beleza dolorosa, num dia frio,  no banco vazio, marcando a minha história, do outono de 1999, na Rua Brooklyn.

2014 © Diego França
Citação: Ruas de Outono, Ana Carolina

Um comentário:

  1. Simplesmente muito bom tudo que li e percebi em toda narrativa. Muito lírico. Sem palavras. Parabéns!

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"