Sabem de coisas que não sei
Mas sei que deveria saber
Então, por que não me dizem?

Sabem que devo paz ao coração
Sabem de uma dor que não pode ser em vão
Mostram-me que sabem demais,
Mas eu não.

Então, por que eu deveria saber
Se doer, se sangrar, se errar
É tão errado?

Escondem e eu nem sei por que
Se escondem e eu nem sei do que
Sabem, mas não querem me dizer
Até onde eu devo saber o que ainda não sei?

2011 © Diego França

7 comentários:

  1. Lindo.
    E dessa vez, vejo mais você do que a mim... rs
    Acho que sabemos o porquê!!!

    Bjo...

    ResponderExcluir
  2. NOssa lindo, vou dizer que as vezes me sinto assim. Parece que fui traida.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Me identifiquei com essas palavras.
    Belíssimo poema!

    ResponderExcluir
  4. Belas palavras... Tanto talento hei...
    Passando para dizer um OI! *.*

    http://pollymomentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Belo poema. Meio triste também... a incerteza do coração machuca muito.

    Escreve bem rapaz! Parabéns!

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"