Escrevo para me libertar do frio
Esquecer o vazio
E a noite tão cruel;
Escrevo para enxergar o céu
 Tocar a calma e dar asas à liberdade

E faço como um sonhador
Brinco de ser escritor
Braços sobre a mesa
Vida alheia à meia volta
E à porta do meu quarto vou.

Escrevo para esconder meu pranto
Ser fiel ao canto
Que me faz adormecer
Digo aquilo que não sinto
E sinto o que não digo
Sou livre para ser leve e duro
Escrevo para ser ou não ser.


Copyright © 2011 Todos os direitos reservados Diego França 

19 comentários:

  1. E... leio para afogar a angústia, o tormento, e o medo que me consomem quando não encontro as respostas que preciso escutar daqueles lábios. Recorro aos sábios e talentosos, que com seu dom de transformar sentimentos em escritos, talvez possam, enfim, acalmar minhas aflições, dando as respostas para as perguntas que insisto em fazer.
    E é tão lindo constatar que, alguém escreve para colocar pra fora os seus fantasmas, e de certa forma, expulsa os fantasmas de quem o lê também...
    Além de alimento pra alma, espanto das angústias!
    Bjo Diih!!!

    ResponderExcluir
  2. Ok, vou me exibir. Eu já sabia!!!! Ta mas mesmo assim eu adorei, deu uma vontade de chorar... pois é assim que me sinto quando escrevo qualquer coisa até mesmo um paragrafo. Escrever vai além de qualquer um.

    Adorei mesmo, ops amei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Bacana, Diego. Continue escrevendo, não importa o porquê ou o como.

    Escrever poemas é como dar asas aos nossos pensamentos, ainda que essas asas estejam presas no papel e precisem dos olhos dos outros para voar... Abraços!

    ResponderExcluir
  4. As palavras soam como uma bela musica nos meus ouvidos, muito lindo *-*

    ResponderExcluir
  5. Amei velho, de verdade !!! Lindoo.

    Vou recomendar seu blog.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo! *-*

    Obrigada por participar da promoção! Se você divulgar, ganha mais chances ein! Boa sorte. :3

    Um beijo,
    Luara - @luuara
    http://estantevertical.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ótimo, sem dúvida. Tem talento . Abraços .

    papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. oii diii amo seus textos viu...Sou seu fã.Forte abraço garoto..Emerson

    ResponderExcluir
  9. Puxa! Me deixou sem palavras... Lindo!

    ResponderExcluir
  10. Continue escrevendo, caro bardo.
    É com estes sentimentos que a vida dá forma à arte.
    Parabéns.
    Abraço

    ResponderExcluir
  11. DIEGUINHO, PARABÉNS! SEI QUE MUITO MAIS, E MUITO MAIS MESMO VOCÊ IRÁ ME SUPERAR COM ESSE TÃO GRANDE TALENTO EM NOS IMPACTAR COM SUAS ESCRITAS. AMEI MUITO MUITO KKK

    ResponderExcluir
  12. Ah querido...amei o que vc escreveu...belíssima composição de palavras. Bjs

    ResponderExcluir
  13. "Brinco de ser escritor..."

    Brincadeira arriscada, de brincada já é verdade. Se escritor é quem escreve, e se já escreve você, escritor já é. Dizes que brincas para diminuir o peso do que diz, para rir, para manter a leveza da não obrigação, pra fazer dançar as letras sem medo de ser feliz.

    ResponderExcluir
  14. Vc escreve para encantar migo!!! Muito lindo seu poema!!

    ResponderExcluir
  15. Amigo...
    Adorei os seus Poemas.
    Engraçado que são sinceros e de algum modo acaba nos confortando, tocando os nossos sentimentos.
    Continue sempre assim compartilhando as suas palavras,gestos,contos,histórias para as pessoas.
    Beijooooooooos

    ResponderExcluir
  16. Oi Diego!

    Lindo seu poema!
    Gostei da parte que você diz que brinca de ser escritor!

    Bjks

    ResponderExcluir
  17. Caaara!!
    Vc disse que se viu no meu poema, mas eu me vi bem mais no seu!!
    Vc soube responder de uma forma intensa e verdadeira à essa pergunta que nós mesmos - que escrevemos - fazemos: "Por que escrevo?"... gostei MUITOO!
    Parabéns, xará!! Parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
  18. Excelente texto kra... parabéns...
    Realmente, como você disse lá no Bardos, quem escreve acaba se identificando com ele.

    Abraço!

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"