31.8.11

Lá vai...

Eu estava pisando em caminhos incertos e não sabia onde iria chegar. Vi o fim cada vez mais próximo e certo; a vida perdendo cor e o sonho cada vez mais adormecido. Até que olhei para fora de mim e na parede da minha esperança avistei um humano que seguia entre os campos da vida. Ah... Como me encantei com aqueles olhos verdes e com a sua inocência misturada com a sabedoria de um homem procurando ser feliz...



E lá vai ele, e se vai!
Cabeça baixa entre os campos
E as casas fecharam-se
Para não vê-lo chorar

Lá se vai o homem
Que sabe cantar e sorrir
Que sente o seu medo
Encantado de desejo à coragem

E corre sua vida normal
De homem que come seu pão
Em busca de sombra e de paz
De voz e veludo de som

Lá se vai o anjo do sonho a voar
A beleza que brilha e encanta
E segue o seu caminho
Em passos lentos e curtos
A inocência que ecoa no mundo.

E lá vai ele... 



Copyright © 2011 Todos os direitos reservados a Diego França

4 comentários:

  1. Muito bom! Está magnífico como sempre!

    ResponderExcluir
  2. Migo, vc escreve perfeitamente !!! Adoro seus poemas, lindos d+!!!

    ResponderExcluir
  3. Diih! Realmente muito bom!!
    Sempre se superando e surpreendendo...
    Muito tocante ;)
    Continue assim...

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo mesmo, sem palavras...
    Obrigado!!!

    Thii

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"